sábado, setembro 08, 2007

Kêkêrêkê

P. C. Pinheiro
Kêkêrêkê - Sérgio Santos e Paulo César Pinheiro

Kêkêrêkê
Quê que ele quer?
Quem diz é Vovó
Quer seu catimbó.
Quer seu padê,
Quer seu despacho,
Quer seu ebó
Pra abrir gira e canjerê

Kêkêrêkê
Quer pó de pemba,
Arruda e guiné,
Quê mais que ele quer?
Mel de bangüê

Quer seu marafo,
Quer, na coité,
Farofa, sal e dendê

Põe miúdo de boi, quimbombô,
Põe fita e vela de cor,
Põe fumo de rolo pro Kêkêrêkê.

Põe fundanga no risco do chão,
Bota conta no cordão,
E espalha a moeda pro Kêkêrêkê.

Com padê na tronqueira, dotô,
Saúda o seu zelador,
E pede licença pro Kêkêrêkê.