segunda-feira, março 10, 2008

Um caboclo abandonado

Sílvio Caldas
Um caboclo abandonado (samba, 1936) - Benedito Lacerda e Herivelto Martins

Disco 78 rpm / Título da música: Um caboclo abandonado / Autoria: Lacerda, Benedito, 1903-1958 (Compositor) / Martins, Herivelto (Compositor) / Sílvio Caldas (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1936 / Nº Álbum 11388 / Lado A / Gênero musical: Samba canção /

Quem visse aquele ranchinho
Lá na beira do caminho
À sombra de um pinheiral
Parava cheio de espanto
Ao ouvir de dentro o canto
De um sabiá divinal

Jamais alguém pensaria
Que nesse rancho existia

Um caboclo abandonado
Quem partiu, deixou lembrança
E ele guarda uma esperança
E ele canta amargurado

A rola nunca se esquece
De onde fez seu primeiro ninho
O seu primeiro ninho de amor
Pode, rolinha triste
Andar por onde quiser andar
Mas ao seu primeiro ninho
Tem que voltar

A.M.E.I.

Francisco Alves
A.M.E.I. (marcha/carnaval, 1936) - Antônio Nássara e Eratóstenes Frazão

Disco 78 rpm / Título da música: A.m.e.i. / Autoria: Frazão, Eratóstenes (Compositor) / Nássara, 1910-1996 (Compositor) / Francisco Alves (Intérprete) / Diabos do Céu (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 07/01/1936 / Nº Álbum 34033 / Gênero musical: Marcha /

A-M-E-I quer dizer amei (amei)
S-O-F-R-I quer dizer sofri (sofri)
Que pena o alfabeto não ter
Letras pra gente escrever
Tudo aquilo que eu senti por ti (por ti)

Eu que nunca tive professor
Para me ensinar o verbo amar

Aprendi o A-B-C do meu amor
Na cartilha azul do teu olhar

Quando eu te dei meu coração
Não podia nunca imaginar
Que existisse a palavra ingratidão
Na cartilha azul do teu olhar.

Vou me casar no Uruguai

Almirante
Vou me casar no Uruguai (samba-choro, 1935) - Valfrido Silva e Gadé

Disco 78 rpm / Título da música: Vou me casar no Uruguai / Autoria: Gadé, 1904-1969 (Compositor) / Silva, Valfrido, 1904-1972 (Compositor) / Almirante, 1908-1980 (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1935 / Nº Álbum 11272 / Gênero musical: Samba choro


Eu fico em casa, você tá falando
Se eu vou pra rua, você quer brigar
O nosso gênio não tá combinando
Isso não é vida, eu vou me separar
Se você teima eu também sou teimoso
O nosso tempo vai em discussão

Se você acha que eu não sou bondoso
Arranje um palacete
Saia do meu barracão

Vou lhe dizer que já gastei muitos mil réis
Que estou tratando dos papéis
Para me separar
To arranjando um divórcio camarada
Porque nossa amizade
Hoje em dia não é nada

Nossa união
Vai ter o fim que eu queria
E etcetera e correria
Vai ser bem melhor
Você se vista
E vá pra casa de seu pai
Que eu vou comprar minha passagem
Vou casar lá no Uruguai