segunda-feira, março 31, 2008

Verão do Havaí

Verão do Havaí (marcha/carnaval, 1944) - Benedito Lacerda e Haroldo Lobo

Disco 78 rpm / Título: Verão do Havaí / Autoria: Lacerda, Benedito, 1903-1958 (Compositor) / Lobo, Haroldo (Compositor) / Dalva de Oliveira (Intérprete) / Francisco Alves (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1943 / Nº Álbum 12393 / Lado A /

O verão lá do Havaí
Queima, queima, queima, como o quê
Mas as morenas cor da lua, da lua
Queimam muito mais que o sol
E é tão lindo o canto do Havaí

As mil e uma noites do Havaí

Eu vi
Tudo é perfume, sonho
Tudo é flor
A gente as vezes espera
Cinco, sete ou oito luas
Para ver o nosso amor

Sabiá de Mangueira

Benedito Lacerda
Sabiá de Mangueira (samba, 1944) - Benedito Lacerda e Eratóstenes Frazão

Disco 78 rpm / Título: Sabiá de Mangueira / Autoria: Lacerda, Benedito (Compositor) / Frazão, Eratóstenes (Compositor) / Nelson Gonçalves, 1919-1998 (Intérprete) / Orquestra (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: RCA Victor, 06/10/1943 / Nº Álbum 800134 / Lado A / Lançamento: Dezembro/1943 / Gênero: Samba /

Desde o dia em que me despedi de Mangueira
Nunca mais eu vi o povo de lá
Nunca mais cantei, nunca mais sambei
Nunca mais escutei, o canto do meu sabiá.

Meu sabiá, cantava noite e dia
Cantava noite e dia sem parar
Constituía minha alegria
Que o luxo da cidade quer roubar
Aquele sabiá foi quem me deu inspiração
Pra fazer o meu primeiro samba-canção.

Primeira mulher

Nelson Gonçalves
Primeira mulher (samba, 1944) - Kid Pepe e Téo Magalhães

Disco 78 rpm / Título: Primeira mulher / Autoria: Pepe, Kid (Compositor) / Magalhães, Téo (Compositor) / Nelson Gonçalves, 1919-1998 (Intérprete) / Regional (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 30/05/1944 / Nº Álbum 800198 / Lado B / Lanç.: 08/1944 / Gênero: Samba /

Você foi a primeira mulher
Que eu amei, foi você
Você foi a primeira mulher
Que eu beijei, pode crer
Mulher igual a você
Jamais encontrarei
Se você me deixar
Sou capaz de chorar
Sou capaz de morrer.

A minha felicidade
É estar sempre ao seu lado
Sem você neste mundo
Serei um condenado
Quero ve-la sorrindo
Alegre, sempre a cantar
E a noite, a Deus pedindo
Pra abençoar, nosso lar!