quarta-feira, novembro 05, 2008

O samba é bom assim




Jamelão
O samba é bom assim (samba, 1959) - Norival Reis e Hélio Nascimento - Intérprete: Jamelão

Pra mim, pra mim
O samba é bom
Quando é cantado assim
Pra mim

( repete )

Ai, eu vou me embora
O que me dão para levar
Levo penas e saudades
No caminho, vou chorar

Dou-lhe tapa, dou-lhe murro, estouro
Não faça cara de choro
Pra ninguém chorar
Te dou uma surra
Te jogo no mato
Pros bichinhos lhe apanhar

Mas pra mim
Eu fui batizado
Na Matriz de Cascadura
Quem é bom, já nasce feito
Quem é bom não se mistura
Pra mim, pra mim.



O nosso olhar

O nosso olhar (samba-canção, 1959) - Sérgio Ricardo - Intérprete: Maysa acompanhada pela Orquestra RGE - Disco RGE - Nº Álbum 10159 - Data lanç. Junho 1959 - Lado B


Introdução: Em5-/7 Edim Dm7/9 G7/13-
Em5-/7 Edim Dm7/9 G7/13-

Em5-/7 Edim         A7
Viu,        quanta coisa linda
A7/9-      Dm7  
Você e eu sentimos
Bm5-/7    E7/13-               Am9    
Sob este luar  dentro do silêncio
F7M      Eb7/9+            D7/9+
Que a noite fazia pelo nosso amor
Em5-/7 Edim         A7
Viu,   como nossos olhos
A7/9-         Dm7  
Foram se entregando
Bm5-/7    E7/13-              Am9    
E se integraram na linguagem pura
F7M             Eb7/9+       D7/9+ D6/9 Gm6 C7/9 C7/9-
Que os olhos ditam pelo coração
F7M   D7/9           G7/5+    F7M      Em6              
Viu, como o mundo inteiro    ficou pequeno
Am7          Gm7  A7/9    Dm7/9
E em nossas mãos virou veneno
G7/13      Fm6   G7         C4/7/9 C7/9- Gm7/9 A7/9     
Que a noite bebeu  pelo nosso amor
Dm7  Dm5-/7      Bb7/11+ Bb/Ab      C7M        
Viu, como basta pouco para amar-se muito
Am7        Gm6  A7/9-        Dm7/9  
Um luar bonito, uma noite quieta
G4/7/9  Fm7         C6
E o olhar tão puro, desse nosso olhar