sábado, fevereiro 07, 2009

Só o ôme




Só o ôme (samba, 1968) - Edenor Rodriguez - Intérprete: Noriel Vilela
Tom: F  

Intro: F   Gm7  C7/9 (4 vezes)

F               Gm7             C7/9
   Ah mô fio do jeito que suncê tá
                F
Só o ôme é que pode ti ajudá
             Gm7             C7/9
Ah mô fio do jeito que suncê tá
               F
Só o ôme é que pode ti ajudá


                  Gm7        C7/9
Suncê compra um garrafa de marafo
              F
Marafo que eu vai dizê o nome
             Gm7         C7/9
Meia noite suncê na incruziada
              F
Distampa a garrafa e chama o ôme
             Gm7        C7/9
O galo vai cantá suncê escuta
              F
Rêia tudo no chão que tá na hora
             Gm7        C7/9
E se guáda notuno vem chegando
             F
Suncê óia pa ele que ele vai andando


             Gm7            C7/9
Ah mô fio do jeito que suncê tá
               F
Só o ôme é que pode ti ajudá
             Gm7            C7/9
Ah mô fio do jeito que suncê tá
               F
Só o ôme é que pode ti ajudá


             Gm7            C7/9
Eu estou ensinando isso a suncê
                  F
Mas suncê num tem sido muito bão
             Gm7      C7/9
Tem sido mau fio mau marido
          F
Inda puxa saco di patrão
                Gm7         C7/9
Fez candonga di cumpanheiro seu
             F
Ele botou feitiço em suncê
           Gm7        C7/9
Agora só o ôme à meia noite
               F
É que seu caso pode resolvê


Letra

Ah mô fio do jeito que suncê tá
Só o ôme é que pode ti ajudá
Ah mô fio do jeito que suncê tá
Só o ôme é que pode ti ajudá

Suncê compra um garrafa de marafo
Marafo que eu vai dizê o nome
Meia noite suncê na incruziada
Distampa a garrafa e chama o ôme
O galo vai cantá suncê escuta
Rêia tudo no chão que tá na hora
E se guáda noturno vem chegando
Suncê óia pa ele que ele vai andando

Ah mô fio do jeito que suncê tá
Só o ôme é que pode ti ajudá
Ah mô fio do jeito que suncê tá
Só o ôme é que pode ti ajudá

Eu estou ensinando isso a suncê
Mas suncê num tem sido muito bão
Tem sido mau fio mau marido
Inda puxa saco di patrão
Fez candonga di cumpanheiro seu
Ele botou feitiço em suncê
Agora só o ôme à meia noite
É que seu caso pode resolvê 


Segura esse samba, ogunhê




Osvaldo Nunes
Segura esse samba, ogunhê (samba, 1968) - Osvaldo Nunes

Segura esse samba num deixa cair
O samba é duro e estou aí, ogunhê, ogunhê
Oi, segura esse samba num deixa cair
O samba é duro e estou aí, ogunhê, ogunhê

Veja que samba maneiro (ogunhê)
Ouça nossa batucada (ogunhê)
Veja que samba maneiro (ogunhê)
Ouça nossa batucada (ogunhê)

E diz: no pé sapateia crioulo
Oi bamboleia as cadeiras mulata
E diz: no pé sapateia crioulo
Bamboleia as cadeiras mulata

Oi, Segura esse samba num deixa cair
O samba é duro e estou aí, ogunhê, ogunhê
Oi, segura esse samba num deixa cair
O samba é duro e estou aí, ogunhê, ogunhê

Veja que samba maneiro (ogunhê)
Ouça nossa batucada (ogunhê)
Veja que samba maneiro (ogunhê)
Ouça nossa batucada (ogunhê)

E diz: no pé sapateia crioulo
Oi bamboleia as cadeiras mulata
E diz: no pé sapateia crioulo
Bamboleia as cadeiras mulata

Segura esse samba num deixa cair
O samba é duro e estou aí, ogunhê, ogunhê
Oi, segura esse samba num deixa cair
O samba é duro e estou aí, ogunhê, ogunhê

Veja que samba maneiro (ogunhê)
Ouça nossa batucada (ogunhê)
Veja que samba maneiro (ogunhê)
Ouça nossa batucada (ogunhê)

E diz: no pé sapateia crioulo
Oi bamboleia as cadeiras mulata
E diz: no pé sapateia crioulo
Bamboleia as cadeiras mulata 


Se você voltar



Paulo Sérgio
Se você voltar (1968) - Nenéo  /   Interpretação: Paulo Sérgio

Estou sozinho sem saber por onde ando
Não sei dizer nem mesmo agora onde estou
Se me perguntam porque ando assim tão triste
Se é dor que estou sentindo por alguém que me deixou

Não sei dizer nem onde vi felicidade
Só sei dizer que a dor que sinto agora é por amar
Eu que sempre desejei viver sorrindo
E agora a dor que estou sentindo
Não me deixa lhe encontrar

Só sei dizer que cada dia que se passa
Os meus olhos rasos d’água
Te procuram sem cessar
E te encontrando sentirão felicidade
Vão saber que nada é triste
E que o amor ainda existe
Se você para mim voltar