segunda-feira, julho 05, 2010

Rossini Pinto

Rossini Pinto, compositor, produtor musical e cantor, nasceu em Ponte do Itabapuana, Espírito Santo, em 24/01/1937, e faleceu no Rio em 25/06/1985. Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde estudou, e, em 1955, trabalhou como repórter no Jornal dos Sports e Correio da Manhã.

Introduzido no meio artístico por parente de Jânio Quadros em 1960, musicou Convite de amor, versos do político publicados na Revista Acadêmica, o que provocou impacto na imprensa e convite de várias gravadoras, optando pela Copacabana. No ano seguinte, surgiu como cantor em Vamos brincar de amor (Vadico e Herberto Sales) e Rock presidencial (de sua autoria).

Em 1962 foi para a CBS, na qual lançou Dançando twist, música de Ray Coniff e letra sua, além de Maninha, maninha (Moacir Bastos e Darci Silva). Compôs Malena, interpretada por Roberto Carlos, e Me leva pro céu (com Fernando Costa), gravada por Emilinha Borba.

Um ano depois, ao lado de sua atividade como jornalista de O Jornal, gravou pela CBS o primeiro sucesso, Voa, passarinho e Viu no que deu? (ambos com Fernando Costa), enquanto Roberto Carlos registrava em disco Relembrando Malena. Como cantor, teve sucesso em 1964 com Por causa de você chalalalalu e Amor e desprezo.

Roberto Carlos interpretou muitas de suas canções: Um leão está solto nas ruas, em 1964; Eu te adoro, meu amor, em 1965; e, em 1966, Parei olhei, e Só vou gostar de quem gosta de mim, esta grande êxito com mais de 100 gravações, inclusive no exterior.

No mesmo ano, os Golden Boys lançaram pela Odeon Alguém na multidão, Pensando nela, (A. Xavier e Salomão José, versão de sua autoria); e, em 1970, Fumacê (com Solange Correia), a versão de Michelle e Ontem, versão de Yesterday (ambas de John Lennon e Paul McCartney), esta cantada também por Agostinho dos Santos.

Em 1967 saiu da CBS e foi para a Odeon, gravando, como cantor, Montanha do amor, versão de sua autoria, e trabalhando como produtor de discos até 1970. A partir desse ano, de volta à CBS, atuou como cantor e produtor responsável por Odair José, Luís Carlos Magno, Os Selvagens, Núbia Lafayette e Ari Cordovil.

Em 1973, Núbia Lafayette gravou seu samba Casa e comida, e, no ano seguinte, José Augusto lançou pela Odeon sua composição Na rua em que você morava.

Obras

Alguém na multidão, 1966; Casa e comida, 1973; Fumacê (c/Solange Correia), 1970; Malena, 1962; O leão está solto nas ruas, 1964; Parei, olhei, 1966; Só vou gostar de quem gosta de mim, 1966; Voa, passarinho (c/Fernando Costa), 1963.

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e PubliFolha.

Pepeu Gomes

Pepeu Gomes (Pedro Aníbal de Oliveira Gomes, guitarrista e compositor) nasceu em Salvador, Bahia, em 07 de fevereiro de 1952. Considerado pela revista americana Guitar World como um dos dez melhores guitarristas do mundo na categoria "world music", aprendeu a tocar violão ainda cedo em sua cidade natal. Aos onze anos ingressou em uma banda, chamada Los Gatos e, aos quatorze anos, participou da banda Os Minos.

Na década de 70, com Moraes Moreira, Paulinho Boca de Cantor, Luiz Galvão e Baby Consuelo formou o grupo Novos Baianos. Partiu para a carreira individual com o final do grupo, por volta de 1978.

No final da década de 1980, voltou-se para a música instrumental, participando de festivais de jazz e lançando, em 1989, "Instrumental On The Road".

Nos anos 90 dedicou-se mais a seu trabalho como guitarrista, relendo velhos sucessos como os chorinhos "Brasileirinho" (Waldir Azevedo) e "Noites Cariocas" (Jacob do Bandolim), presentes no início de sua carreira e que fizeram sua fama de virtuose.

O próprio Pepeu afirmou que, após ter sido visto tocando no Trio elétrico por Dave Mustaine, na Bahia, foi convidado pelo mesmo a integrar a banda de Thrash Metal Megadeth, a fim de substituir o talento de Marty Friedman em meados dos anos 90 .

Também enveredou por um estilo mais pop, com o lançamento de Meu coração em 1999. Pepeu foi casado com Baby Consuelo, com quem teve seis filhos, três das quais formaram o conjunto SNZ - Sarah Sheeva, Nana Shara e Zabelê. Após sua separação, viveu com a então cantora de Axé Music Simone Moreno.

Fontes: Wikipedia; Cliquemusic.

João de Aquino

João de Aquino, violonista e compositor, nasceu em 23 de junho de 1945 no bairro carioca de São Cristóvão. Neto de um maestro de banda do interior do estado do Rio e primo do violonista e compositor Baden Powell, teve contato com a música desde a infância.

Aos dez anos começou a ter aulas de violão com o lendário violonista Meira, chorão de primeira linha. Firmou-se como violonista, primeiro tocando em bailes e cabarés, e depois acompanhando cantores como Pery Ribeiro, Leny Andrade, Dóris Monteiro.

Trabalhou em cinema e televisão, como diretor musical e compositor de trilhas. Em 1970 sua canção Sagarana (com Paulo César Pinheiro), interpretada por Maria Odete, causou sensação no V Festival Internacional da Canção.

Depois excursionou pelo México e Europa antes de se tornar conhecido no Brasil. Quando voltou, alternou a carreira de instrumentista com a de produtor musical. Em 1991 gravou o CD Patuá, pela Leblon, disco lançado também no exterior, e que apostou no resgate da MPB instrumental dançante.

Cinco anos depois foi a vez de Bordões, um CD cheio de convidados: Martinho da Vila, Elza Soares, Áurea Martins, Gilson Peranzzetta, Raul de Souza e outros.

Entre seus maiores sucessos destacam-se Pensando bem e Viagem (com Paulo César Pinheiro), gravada pioneiramente por Marisa Gata Mansa e que já ganhou mais de 60 regravações. Em 1998 fundou, com outros músicos, o Bando da Rua, um movimento dedicado a recuperar o bom humor da música carioca.

Fontes: Cliquemusic; Wikipedia; Rob Digital.

Poxa


Poxa (samba, 1975) - Gilson de Souza
Introd: E7/9+ E5+/9

Am7                                Dm
Poxa como foi bacana,te encontrar de novo
Dm/B
Curtindo um samba junto com meu povo
E7/9-          Gm7       A7
Você nao sabe como eu acho bom,la,laia,laia
Dm                 G7            C7M
Eu te falei que você,nao ficava nem uma semana
F7M                 Dm/B
Longe deste poeta que tanto te ama
E7               Gm7         A7
Longe da batucada,e do meu amor,la,laia,laia
Dm                G7                     C7M
Poxa por que voce,nao para pra pensar um pouco
F7M                 Dm/B
Nao ve que e o motivo,de um poeta louco
E7/9-                Gm7  A7
Que quer o seu amor,pra te fazer cancao
Dm             G7                   C7M
Poxa nao entre nessa de mudar de assunto
F7M                     Dm/B
Nao ve como e gostoso a gente ficar junto
E7/9-             Gm7  A7
Mulher o teu lugar e no meu coracao
Dm         G7          C7M             F7M
Poxa,laia,laia,laia,laia,laia,laia,laia..
Dm/B          E7/7-                 Gm7  A7
Pra ter o teu amor,e te fazer cancao
Dm         G7             C7M           F7M
Poxa,laia,laia,laia,laia,laia,laia,laia..
Dm/B         E7/9-               (Am E7) (Gm A7)
Mulher o teu lugar,e no meu coracao