domingo, outubro 06, 2013

O dia em que o sol declarou seu amor pela terra

O dia em que o sol declarou seu amor pela terra (1982) - Jorge Ben Jor
Terra terra terra terra amor

Eu sou o sol
Sou eu que brilho
Pra você meu amor

Eu sou o sol
Eu sou o astro rei
A maravilha cósmica
Que Deus fez
Por isso eu lhe dou
De presente
Todo o meu calor
Com muito amor
E lhe dizer

Que eu sou o sol
Sou eu que brilho
Pra você meu amor

Não fique zangada quando eu esquento a lua
Nos dias que ela fica minguada
Pois ela dizendo que sente ciúmes de voce
Não quer se enfeitar nem aparecer

Mas quando eu dou meu calor pra ela
Ela fica nova cheia de vida e toda prosa
Começa a brilhar e a aparecer e dizer:
Que eu sou, eu sou o sol

Eu sou o sol
Sou eu que brilho
Pra você meu amor

Mulher nova, bonita e carinhosa faz o homem gemer sem sentir dor

Amelinha (Amélia Claudia Garcia Colares) deixou o Ceará em 1970 para estudar comunicação em São Paulo. A carreira de cantora começou de maneira amadora, participando de shows do amigo e conterrâneo Fagner. Em 1974, decidida a seguir na música, passou a aparecer em programas de TV.

No ano seguinte, fez uma temporada em Punta del Leste, acompanhando Toquinho e Vinicius de Moraes, quando o Poetinha compôs para ela "Ah! Quem me Dera". Ao lançar o disco Flor da Paisagem (1977), produzido por Fagner, começou a ser apontada como a revelação nordestina ou "a Gal Costa do Ceará" (Fonte: Claudio Santana no Youtube).  

Mulher nova, bonita e carinhosa faz o homem gemer sem sentir dor (1982) - Zé Ramalho e Otacílio Batista - Intérprete: Amelinha
Tom: C

    C         C7         F     
Numa luta de gregos e troianos   
   Fm                       C 
 por Helena a mulher de Menelau 
                                  G   
Conta a história que um cavalo de pau   
   F                       C         Am    C   Am
 terminava uma guerra de dez anos 
   C      C7             F        Fm                      C
Menelau o maior dos espartanos   venceu Paris o grande sedutor 
                        G            F                    C
Humilhando a família de Heitor   em defesa da honra caprichosa 
                       G       
Mulher nova bonita e carinhosa   
         F                     C    C7  F  Fm  C  Am  C    Am
 faz um homem gemer sem sentir dor 

    C              C7           F                Fm         C 
Alexandre figura desumana   fundador da famosa Alexandria 
                            G       
Conquistava na Grécia e destruía   
    F                    C          Am   C    Am
 quase toda a população Tebana 
  C        C7          F         Fm                    C 
A beleza atrativa de Roxana   dominava o maior conquistador 
                G          F      
E depois de vencê-la,  o vencedor   
                                C
 entregou-se à pagã mais que formosa 
                         G      
Mulher nova bonita e carinhosa   
    F                            C   C7  F   Fm  C  Am  C   Am 
  faz um homem gemer sem sentir dor 

    C                       C7     
A mulher tem na face dois brilhantes                   
           F                Fm     C 
 condutores fiéis do seu destino 
                               C7    
Quem não ama um sorriso feminino, 
     F                     Fm        C    Am    C     Am
 desconhece a poesia de Cervantes 
  C                  C7           
A bravura dos grandes navegantes 
       F                    Fm         C
 enfrentando a procela em seu furor 
                         G                F               C
Se não fosse a mulher, mimosa flor, a História seria mentirosa 
                        G       
Mulher nova bonita e carinhosa 
  F                             C    C7  F  Fm  C  Am  C   Am
 faz um homem gemer sem sentir dor 
            C7           F    
Virgulino Ferreira, o Lampião, 
     Fm                      C
  bandoleiro das terras nordestinas
                         G   
Sem temer a perigo nem ruína 
         F                    C     Am  C    Am
  foi o rei do cangaço do sertão
 C            C7         F       Fm                  C
Mas um dia sentiu no coração o feitiço atrativo do amor
                     G         F                   C
A mulata da terra do condor dominava uma fera perigosa
                         G       
Mulher nova bonita e carinhosa
  F                             C 
 faz um homem gemer sem sentir dor 



Muito estranho (Cuida bem de mim)

Muito estranho (Cuida bem de mim, 1982) - Dalto e Cláudio Rabelo - Intérprete: Dalto
Tom: G
Intro: G/D  F/C  E/B  D#
    G  Em  C  A7  D7  C

G   
Hum! 
                                  C
Mas se um dia eu chegar muito estranho
Am                    D7                   G      C/D
Deixa essa água no corpo lembrar nosso banho
G               G7                 C
Hum! Mas se um dia eu chegar muito louco
Am                D7                    G      G7
Deixa essa noite saber que um dia foi pouco
            C      G/B   Am
Cuida bem de mim
          D7        A             C
Então misture tudo dentro de nós
               D7             G        C/D
Porque ninguém vai dormir nosso sonho
G                               C      G/B
Hum! Minha cara prá que tantos planos
    Am                 D7                 G      C/D
Se quero te amar e te amar e te amar muitos anos
G    G7                   C            G/B
Hum! Tantas vezes eu quis ficar solto
Am                 D7                G        G7
Como se fosse uma lua a brincar no teu rosto
            C       G/B   Am
Cuida bem de mim
          D7        A             C
Então misture tudo dentro de nós
               D7             G            C/D
Porque ninguém vai dormir nosso sonho


Melô do Piripipi

Melô do Piripipi (1982) - Mister Sam - Intérprete: Gretchen

Piripiripiripipiripi, Piripiripiripipiripi,
Piripiripiripipiripi, pi! aii!
Piripiripiripipiripi, Piripiripiripipiripi,
Piripiripiripipiripi, pi! Oh, hum, ah!

Je suis la femme, ooô, Je suis la femme, ooô, Je suis
la femme, ooô,
Oh, mon amour!
Je suis la femme, ooô, Je suis la femme, ooô, Je suis
la femme, ooô,
Oh, mon amour!

Oh, mon chérie! chic, chic, chic!
C'est trés jolie! Trés jolie!
Je suis la femme! femme, femme, femme!
Apres de moi! Moi, moi moi!
Merci Beaucoup! Cup, cup, cup
Oh, mon amour! Mon amour!
Revez toi là! La, la la!
Le chapeau noir! (idem)

Leão ferido

Leão ferido (1982) - Dalto e Biafra - Intérprete: Biafra
Tom: A
  

(intro)  E/B  A/B  E/B  Am/B

E                      E5+      E6
Feche os olhos   Não te quero mais
             E/D  C#7/9/11+  C#7/9-  A7+
Dentro do coração
D7/9              C#m7  C7/9/11+  A/B  B7/9-
Quantas vezes  eu tentei  falar com você
E                 E5+      E6
Eu não gosto de me ver assim
                D7/9/11+  C#7/9/11+  C#7/9-  A7+
Mais não tem solução
               D7/9
A verdade dói demais em mim
   C#m7   C7/9/11+  A/B  B7/9-
Solidão
E               Eb5+
Tenho que ser bandido
E  D7/9
   Tenho que ser cruel
 A7+       D7/9     C#m7  C7/9/11+  A/B  B7/9-
Um leão ferido  Feroz
E             Eb5+
Sou um herói vencido
E  D7/9         B/C#   C#7/9  Bb7/9/11+  A7+
Anjo que fere o céu
                 D7/9
Grito de amor sumido
C#m7  C7/9/11+          A/B    B7/9-    (intro)
Na voz,                e nós, onde



Joia

Joia (1982) - Roberto Carlos e Erasmo Carlos - Intérprete: Rosemary

Como joia rara
Que precisa ser lapidada
Como a chama que precisa
De combustível
E o palhaço de nascer sensível
Como histórias que precisam
De uma fada
Sou uma mulher
Preciso ser amada

Como uma criança
Que precisa ser mimada
Como a fama que precisa
De um artista
E o herói de uma grande conquista
Como joia que precisa ser notada
Sou uma mulher
Preciso ser amada


Jeito de amar

Jeito de amar (1982) - Pisca e Mauro Kwitko - Intérprete: Ney Matogrosso

Quando você me chega
com os olhos de quem me quer
Eu abro meu corpo, desço do trono
Eu quero beijar seus pés
São seus os meus segredos
que eu tenho guardado em mim
Mas eu me ofereço, pago seu preço
se você for mesmo assim

Mesmo sendo um sonhador
Da vida aventureiro
Aprendi que o amor
é mais que um simples sonho
É real

Esse é meu jeito de amar você
Já não dá mais pra mudar
A vida, eu sei, me fez perceber
que esse é meu jeito de amar


Flagra

Flagra (1982) - Roberto de Carvalho e Rita Lee
Tom: A  

(intro) A C#7 D E E5+

                  A
No escurinho do cinema
                   C#7
Chupando drops de aniz
                     D
Longe de qualquer problema
                      Dm
Perto de um final feliz

                                A
Se a Deborah Kerr que o Gregory Peck
                    C#7
Não vou bancar o santinho
                   D
Minha garota é Mae West
                    Dm
Eu sou o Sheik Valentino

         C#m             F#m
Mas de repente o filme pifou
    C#m               F#m
E a turma toda logo vaiou
B7            C7    C#7      D7
Acenderam as luzes, cruzes!
    E
Que flagra!
    F#m
Que flagra!
    Gm  G#m Dm
Que flagra!

Coisa linda

Coisa linda (1982) - Vinícius Cantuária
Tom: F

F/A      Bb7+    A7/13   
 Tua presença me faz   
 Dm7             Gm7   
Me sentir bem demais  
 Bb/C          F/A   
 Que coisa  linda  
 Bb7+           A5+/7   
Tua  boca me dá   
 Dm7            Gm7   
Vontade  de te beijar   
 Bb/C       F/A   
 Ficar contigo  
 Bb7+          A7/13   
Você  tem de saber   
 Dm7         Gm7      Bb/C   
Você nasceu pra viver   
 (F/A Bb7+ Bb/C C7/9-)   
Comigo  

Charme do mundo

Charme do mundo (1982) - Marina e Antônio Cícero
Tom: C  

Intro: Bb7M

Bb7M
Eu tenho febre eu sei
          Dm7(b5)        G7
É um fogo leve que eu peguei
            C7(9)        F#6
Do mar ou de amar não sei
         F7          Bb7M
Mas deve ser da idade
Bb7M
Acho que o mundo faz charme
          Dm7(b5)        G7
E que ele sabe como encantar
          C7(9)          F#6
Por isso sou levada e vou
        F7     G#9/Bb  Bb7
Nessa magia de verdade
             Eb7M(9)  F7/Eb
O fato é que sou sua amiga
         Dm7   Bb7(4) Bb7(9)
Ele me intriga demais
              Eb7M(9)
É o mundo tão novo
    F7/Eb
Que mundo mais louco
    Dm7    Bb7(4) Bb7(9)
Até mais que eu
          Eb7M(9)
É febre é amor
       F7/Eb
E eu quero mais
Dm7           G7(4)  G7
Tudo que eu quero sério
       F#6     F7  Bb7M
É todo esse mistério

Bumbum paticumbum prugurundum

Beto Sem Braço
Bumbum paticumbum prugurundum (samba-enredo, 1982) - Beto Sem Braço e Aloísio Machado
    C                   F 
Bumbum paticumbum prugurundum, 
                G          
o nosso samba minha gente 
        C           G
é isso aí, é isso aí  
   C                     F    
Bumbum paticumbum prugurundum, 
       G                       C             G
contagiando a Marquês de Sapucaí ( Eu enfeitei )
C     G    C Bb A7         Dm  
En...fei...tei      meu coração 
     A7            Dm                        G
(enfeitei meu coração ) de confete e serpentina 
                                             C       G
Minha mente se fez menina num mundo de recordação ( Eu ... )
 
    C       G         C    G            C   A7
Abracei a coroa imperial, fiz meu carnaval,   
        Dm           G        C    G
extravasando toda a minha emoção
C    A7    Dm   G          C   
Óh, praça onze, tu és imortal, 
G    C           A7     Dm       G                    C
teus braços embalaram o samba, a tua apoteose é triunfal
 G       C        G        C    A7
De uma barrica se fez uma cuíca,    
            Dm      G              C
de outra barrica um surdo de marcação
         Dm       G           C     
Com reco reco, pandeiro e tamborim, 
   A7     Dm        G             C
e lindas baianas o samba ficou assim 
         Dm      G            C     
Com reco reco, pandeiro e tamborim, 
  A7       Dm      G             C      G
e lindas baianas o samba ficou assim 
C   A7        Dm                G               C     G     C       
E   passo a    passo no compasso    o samba cresceu, 
  A7     Dm  G                C          A7        
Na Candelária  construiu seu apogeu, as burrinhas, 
     Dm            G            C
que imagem, para os olhos um prazer
 A7      Dm    G                     C   G 
Pedem passagem,   pros moleques de Debret,  
 C   A7      Dm    G              C  
as afri...canas, que quadro original
G    C    A7       Dm   G                    C  
        Iemanjá, Iemanjá,  enriquecendo o visual 
           G
( Vem meu amor )
C   G      C  Dm           G        C    A7
Vem, meu amor,   manda a tristeza embora,
       Dm                   G             C    
 é carnaval, a folia, neste dia ninguém chora 
C   A7     Dm  G                   C     A7
Vem, meu amor,   manda a tristeza embora, 
       Dm                     G          C
é carnaval, a folia, neste dia ninguém chora 
C       A7       Dm          G         C      
Super escolas de samba S.A., super alegorias, 
           A7     Dm    G        C
escondendo gente bamba, que covardia

Barrados no baile

Barrados no baile (1982) - Eduardo Dusek e Luís Carlos Góes
Tom: E
Intro: 

E  D  D4/7  C4/7  B4/7  E  A/E  E  B7

Wapa pararurará Papapapararurá
Wapa pararurará Papapapararurá...

E                    A
Ela num macacão de plástico
F#                 B7
Ele com o corpo elástico
       B7
Pensaram em se divertir
E                        A
Fizeram muito cooper, ginástica
F#           B7
Ligados numa muito bombástica
       E
Aplicados prá não dormir...
A                 E/G#
Ela se sentia incrível
G                   D
Ele se achava apetecível
A           E/G#
Disseram somos gente de nível
F#               B7
O casal vinte daqui...
     E          A
Mas foram barrados no baile
  F#          B7
Tratados como maus elementos
   G#7    C#
Lá dentro rolando Bob Marley
    F#
Cá fora
               B7
Por favor: Documento!
   E              A/E
Barrados no Baile Oh! Oh!
E             B7
Só viviam dando detalhe
   E              A/E
Barrados no Baile Oh! Oh!
E                   B7
E meu amor, nem me fale
     A         B7
Mas isso é que dá
      E
Cê querer freqüentar...(2x)

( A  Bb7  B7  E  A  B7 )

  E
Tentaram argumentar
        A
"Somos chiques"
        F#
Ele de leve
                B7
Sugeriu um trambique
                  B7
Lhe deram uma bofetada


  E                           A
Pensando que a finesse Não importa
    F#                              B7
Ela gritou: "Olha que arrombo essa porta"

Já levando uma pernada...
   A                            E/G#
O plástico e a plástica Não são nada
G                   D
Mesmo gente considerada
       A                      E/G#
Saca aqui qualquer privê É cilada
F#                      B7
Se não for peixinho Não nada...

Refrão 2x:
 E        A
A dupla que era chique Na entrada
      F#        B7
Amarrotada teve que "sartar"
          G#7             C#
Ainda foi vista pela madrugada
  F#       B7
Comendo um hot-dog vulgar...
     E                 A
Pois foram barrados no baile
   F#   B7
Tratados como maus elementos
    G#7                C#
Lá dentro rolando Bob Marley
  F#                   B7
Cá fora Por favor: Documento!

Refrão 2x:
B    C#7
Isso é que dá!
  F#
Cê querer freqüentar
B    C#
Isso é que dá!...

Banho de espuma

Banho de espuma (1982) - Roberto de Carvalho e Rita Lee
Tom: C7

C7             C7/4(9)
   Que tal nós dois
C7(9)                 F7M
   Numa banheira de espuma
D7/4(9) D7(9)    Gm7
     El cuerpo caliente
      C7       Gm7
   Um dolce farniente
       C7      A7/4(9)  A7(9)
   Sem culpa nenhu......ma
     Bb7M   
   Fazendo massagem
Bm7(b5)          F/C   Cm6/Eb
   Relaxando a tensão
D7/4(9)     D7(9)  Gm7
   Em plena vagabundagem
            C7
   Com toda disposição
F          Dm7(9)  Gm7
   Falando muita bobagem
                  C7       F      
   Esfregando com água e sabão

C7/4(9)  C7(9)  C7/4(9)  C7(9)  C7/4(9)  C7(9)  C7/4(9) 
 
C7             C7/4(9)
   Que tal nós dois
C7(9)                 F7M
   Numa banheira de espuma
D7/4(9) D7(9)    Gm7
     El cuerpo caliente
      C7       Gm7
   Um dolce farniente
       C7      A7/4(9)  A7(9)
   Sem culpa nenhu......ma
     Bb7M   
   Fazendo massagem
Bm7(b5)          F/C   Cm6/Eb
   Relaxando a tensão
D7/4(9)     D7(9)  Gm7
   Em plena vagabundagem
            C7
   Com toda disposição
F          Dm7(9)  Gm7
   Falando muita bobagem
                  C7       F      
   Esfregando com água e sabão
   Cm7            F7  Bb7M
   Lá no reino de Afrodite
     Dm7        G7    C7M
   O amor passa dos limites
   Cm7                F7  Bb7M
   Quem quiser que se habilite
     Dm7             G7   C7/4(9)  C7
   O que não falta é ape..tite!

Andar com fé

Andar com fé (1982) - Gilberto Gil
Tom: E
  
E6   B7  B7/4 B7 E6     B7  B7/4 B7 
E6                   
Andar com fé eu vou,
                 B7         B7/4 B7 
que a fé não cos-tuma "faiá"
E6                   
Andar com fé eu vou,
                 B7         B7/4 B7 
que a fé não cos-tuma "faiá"
E6                   
Andar com fé eu vou,
                 B7         B7/4 B7 
que a fé não cos-tuma "faiá"
E6                   
Que a fé tá na mulher 
           B7
A fé tá na cobra co-ral 
  A
Ô-ô 
   G#m7              F#m7 B7
Num    peda-ço de pão 
E6
A fé tá na maré 
        B7
Na lâmina de um pu-nhal 
  A
Ô-ô 
   G#m7              F#m7 B7/4 B7
Na    luz, na escuridão 
E6
Andá com fé eu vou 
                 B7       B7/4 B7
Que a fé não cos-tuma "faiá" 
E6
Andá com fé eu vou 
                 B7       B7/4 B7
Que a fé não cos-tuma "faiá" 
E6
A fé tá na manhã 
           B7
A fé tá no anoite-cer 
  A
Ô-ô 
  G#m7             F#m7  B7/4 B7
No   calor do verão 
E6
A fé tá viva e sã 
            B7
A fé também tá pra mor-rer 
  A
Ô-ô 
  G#m7             F#m7  B7/4 B7
Tris-te na solidão 
E6
Andá com fé eu vou 
                 B7       B7/4 B7
Que a fé não cos-tuma "faiá"  
E6
Andá com fé eu vou 
                 B7       B7/4 B7
Que a fé não cos-tuma "faiá" 
E6
Andá com fé eu vou 
                 B7       B7/4 B7
Que a fé não cos-tuma "faiá"  
E6
Certo ou errado até 
            B7
A fé vai on-de quer que eu vá 
  A
Ô-ô 
  G#m7              F#m7  B7/4 B7
A     pé ou de avião 
E6
Mesmo a quem não tem fé 
         B7
A fé costuma acompa-nhar 
  A
Ô-ô 
  G#m7              F#m7  B7/4 B7
Pe-lo sim, pelo não 


Amor com café

Amor com café (1982) - Cecéu - Intérprete: Elba Ramalho
Tom: Bb

Introd: Cm7 F7 Dm7 F/G Cm7 
         F7 Bb7+  Cm7 Dm7 
 
        G5+/7      Cm7          F7 
Se você       quiser o meu amor 
                Bb7+ 
tem que ser assim 
      G5+/7             Cm7 
Agarradinho, escondidinho 
              F7 
Bem bonitinho 
             Bb7+  Cm7 Dm7 
somente pra mim 
        G5+/7   Cm7 
E de manhã cedo 
      Dbº                Dm7 
Fazer o café, trazer na cama 
                      Dbm7     Cm7 
Depois do café a gente se ama 
    F7                       Bb7+ 
A gente se gama depois do café 
G5+/7           Cm7 
Ficar o dia inteiro 
                   F7 
Nesse dá-me, dá-me 
        Bb7+                    Gm7 
Nesse toma, toma, nesse pega, pega 
                 Cm7 
Nesse coma, coma 
                F7 
Nessa brincadeira 
                Bb7+ 
Sem ninguém dar fé 
G5+/7              Cm7 
Que o dia vai acabar 
               Ebm6 
E a noite já vem 
                       Dm7 
E o nosso amor pegando fogo 
             Gm7 
Vamos se queimar 
                    Cm7 
Levar a vida nesse jogo 
            F7 
Pra se ganhar 
                   Bb7+ 
E muito mais se querer bem 
G5+/7            Cm7 
Que o dia vai acabar 
               Ebm6 
E a noite já vem 
                    Dm7 
E nosso amor pegando fogo 
               Gm7 
Vamos se queimar 
                   Cm7 
Levar a vida nesse jogo 
           F7 
Pra se ganhar 
                         Bb7+ 
E muito mais se querer bem 


Amiga

Amiga (1982) - Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Tom: C  

Am7    G#m(#5)   G#6(#5)     Am7
Amiga, perdoa se eu me meto em sua vida
D7(9)               Am6            Dm7
Mas sinto que você vive esquecida
Bm6                         E híbrido  Bm6  G#/B  B híbrido
De se lembrar que tudo terminou
Am7 G#m(#5)    G#6(#5)  Am7
Amiga,  o pano se fechou no fim do ato
D7(9)       Am6                 Dm7
Você não aceitou da vida o fato
E7                     E7/B             Am7  A7  A7(#5)  A7
Que desse caso nada mais restou
F7M(9)  G7                                 C7M(9)      G6
Aquele   por quem você se desespera e chama
C6(11)                                       Bm7(11)
Por quem você procura em sua cama
E7                E7/B                  Am7  A7  A7(#5)  A7
Na realidade a muito te esqueceu
F7M(9)   G7                       C7M(9)  G6
Esqueça, refaça a sua vida urgentemente
C6(11)                                       Bm7(11)
Que o tempo passa e um dia de repente
B7                                      B híbrido G#/B
A gente chora o tempo que perdeu
 Am7    G#m(#5)   G#6(#5)        Am7
Amigo, eu te agradeço por sofrer comigo
D7(9)               Am6          Dm7
Mas tento me livrar e não consigo
Bm6                          E híbrido  Bm6  G#/B  B híbrido
De tudo que esse cara foi pra mim
Am7    G#m(#5)   G#6(#5)          Am7
Às vezes, eu penso tanto nele que me esqueço
D7(9)                   Am6       Dm7
Que qualquer dia desses enlouqueço
Bm7(11)            E7 E7/B    Am7   A7  A7(#5)  A7
Por insistir num sonho que passou
F7M(9)   G7                       C7M(9)  G6
Se acaso eu jogo a minha juventude à toa
C6(11)                                       Bm7(11)
Nas águas desse pranto, me perdoa
E7                E7/B                   Am7   A7  A7(#5)  A7
E peço o teu conselho sem te ouvir
F7M(9)   G7                             C7M(9)  G6
Mas ele é tudo que mais quero e que preciso
B7                                           Bm6
É o ar que eu necessito e não consigo
B7                                    B híbrido G#/B
Me sufocando se ele não está
Am7    G#m(#5)   G#6(#5)      Am7
Amiga, se quer desabafar conte comigo
D7(9)               Am6          Dm7
Mas se você chorar choro contigo
Bm7(11)                      E7     E7/B  Am7
Amigo é pra essas coisas, estou aqui
E(#5)    Am/E
Amiga, amigo

Alma

Alma (1982) - Sueli Costa e Abel Silva - Intérprete: Simone
Tom: G

[Intro:] C/E Cm/Eb G/D C#m7(b5) C9 G/B
 Am7 D7(9)(11) D7(b9)(11) G6 F#7(4) B7(b9)

             C/E     Cm/Eb
Há almas que têm as dores secretas
           G/D  C#m7(b5)   C7M(b13) C7M(13)
As portas abertas sempre pra dor
             Am7 D7(4) D7   G7M G6
Há almas que têm juízo e vontade
         F#7(4) F#7(b5) F#m7(b5) B7(b9)
Alguma bondade e algum amor

             C/E E7/G#     Am7M Am7/G
Há almas que têm espaços vazios
       C#m7(b5) F#7(b9)   F#m7(b5) B7(b9) B7
Amores vadios, restos de emoção
           Bm7(11)     E7(b9)     Am7M Am7/G
Há almas que têm a mais louca alegria
             C#m7(11) F#7(b13) B7(4) B7
Que é quase agonia, quase profissão

             Am7   D7(4) D7 G7M G6
A minha alma tem um corpo moreno
           F#m7(b5) B7(b9)      Bm7(b5)(9)/F
Nem sempre sereno, nem sempre explosão
 E7(b9)   A/C#    D7(4)(9) G7M
Feliz esta alma que vive comigo
   C7(9)        F7M   B7(b9)    Em
Que vai onde eu sigo o meu coração

Fim: Em Am9 F7 Em7(9)