quinta-feira, setembro 28, 2006

Noel Estrada

Noel Estrada (Noel Estrada Suárez), compositor, nasceu em Isabela, Porto Rico, em 4 de junho de 1918 e faleceu em 1º de dezembro de 1979. Embora o compositor tenha nascido no povoado de Isabela, criou-se em San Juan, cidade que lhe deu renome através da mais conhecida de suas obras, a canção En mi viejo San Juan.

A famosa composição foi escrita por Estrada como resposta a um pedido que fizera seu irmão que se encontrava destacado no Panamá com o exército durante a Segunda Guerra Mundial. Este lhe pediu para escrever uma canção para amenizar a saudade que ele e seus companheiros sentiam pela sua pátria. Um dia olhando o mar de uma sacada em San Juan, Estrada transformou em canção os sentimentos dos porto-riquenhos ausentes.

En mi viejo San Juan foi gravada pela primeira vez em 1943 pelo Trio Vegabajeño para depois ser regravada em muitas versões e interpretações nas vozes de Libertad Lamarque, Marco Antonio Muñiz, Ginamaría Hidalgo, Felipe Pirela y Javier Solís, entre outros. É precisamente a Javier Solís, cantor mexicano, que Noel Estrada responsabiliza a internacionalização do tema, que junto à Verde luz e Preciosa, é considerada como um dos hinos de Porto Rico.

O compositor porto-riquenho teve nesta melodia sua máxima criação, mas este não foi o seu único sucesso. Na Espanha e América Latina composições como El amor del jibarito e Llévame a ver a Jesús foram difundidas pelas ondas do rádio com sucesso.

De 600 composições feitas por Estrada em todos os gêneros musicais, somente se conhecem algumas dezenas. Entre elas se encontram Pobre amor, Pedacito de Borinquen, Lo nuestro terminó, gravada por Pérez de Córdova, Amor del alma, Sería una locura, Flor de jibarita, Cuba en la lejanía, Mi romántico San Juan (primeiro lugar no Festival do Compositor Porto-Riquenho em 1964), Viva la amistad (segundo lugar no Festival Internacional da Canção e Voz de Porto Rico em 1976), Rumor de llanto e Romance del cafetal.

Em 1966 foi declarado filho adotivo de San Juan e lhe foi entregue a chave da cidade. O governo espanhol lhe condecorou com a Cruz de Cavaleiro da Ordem de Isabel A Católica em 1972. Cinco anos mais tarde lhe foi rendido uma grande homenagem para arrecadar fundos no Coliseu Roberto Clemente na qual participaram figuras como Julio Iglesias, Wilkins, Ednita Nazario e Ruth Fernández.

Mesmo gozando de amplo reconhecimento no campo musical, Noel Estrada profissionalmente se desempenhou como chefe de protocolo e etiqueta do Departamento de Estado durante 35 anos. Também contava com um bacharelato em Administração de Empresas pela Universidade de Porto Rico.

(texto parcial de Clarissa Santiago Toro, traduzido do espanhol)


Fonte: Fundación Nacional para la Cultura Popular - San Juan, Puerto Rico