terça-feira, março 11, 2008

Pelo amor que eu tenho a ela

Francisco Alves
Pelo amor que eu tenho a ela (samba, 1936) - Ataulfo Alves e Antônio Almeida

Disco 78 rpm / Título da música: Pelo amor que eu tenho a ela / Autoria: Almeida, Antônio (Compositor) / Alves, Ataulfo, 1909-1969 (Compositor) / Francisco Alves (Intérprete) / Diabos do Céu (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1936 / Nº Álbum 34087 / Gênero: Samba


Pelo amor que eu tenho a ela
Sofrimentos eu passei
Pelo amor que eu tenho a ela
Muitos prantos derramei


Pelo amor que eu tenho a ela
Minha vida é um rosário de agonia
Pelo amor que eu tenho a ela
É que eu vivo soluçando noite e dia

Nela eu vivo tristonho pensando
E não descanso um minuto sequer
Todos amam mas esquecem seus amores
Ai, meu Deus
Eu não esqueço essa mulher!

Na virada da montanha

Francisco Alves
Na virada da montanha (samba, 1936) - Ary Barroso e Lamartine Babo

Disco 78 rpm / Título da música: Na virada da montanha / Autoria: Barroso, Ary (Compositor) / Babo, Lamartine, 1904-1963 (Compositor) / Francisco Alves (Intérprete) / Diabos do Céu (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1935 / Nº Álbum 33995 / Gênero musical: Samba


A saudade vem chegando
A tristeza me acompanha
Só porque... só porque...
O meu amor morreu
na virada da montanha
O meu amor morreu

na virada da montanha

E quem passa na cidade
Vê no alto
A casa verde de sapé
Ainda...
A trepadeira no carramanchão
Amor-perfeito pelo chão
Em quantidade

A saudade vem chegando
A tristeza me acompanha
Só porque... só porque...
O meu amor morreu
na virada da montanha
O meu amor morreu
na virada da montanha

Pobre casa abandonada
Além
No alto
Sozinha sem ter lá ninguém
Caindo velhinha ao ver
os prédios da cidade
Ó velha casa,
Sombra eterna da saudade

Longe dos olhos

Francisco Alves
Longe dos olhos (samba, 1936) - Djalma Ferreira e Cristóvão de Alencar

Disco 78 rpm / Título da música: Longe dos olhos / Autoria: Alencar, Cristovão de, 1910-1983 (Compositor) / Ferreira, Djalma (Compositor) / Francisco Alves (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1936 / Álbum 34068


Que saudade
Nesta solidão
Ela tão longe, longe dos olhos
E perto do meu coração


(repete)

Ai, meu Deus, quanta dor
Longe choro
Sem saber como vai meu amor
Coração, bate mais
Sofre, canta, para ver
Se ela escuta os meus ais.

Lembro-me ainda

Joubert de Carvalho
Lembro-me ainda (valsa, 1936) - Joubert de Carvalho

Disco 78 rpm / Título da música: Lembro-me ainda / Autoria: Carvalho, Joubert de (Compositor) / Francisco Alves (Intérprete) / Orquestra Victor Brasileira (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1936 / Nº Álbum 34052 / Lado B / Gênero musical: Valsa


O amor que desfolhei
Viveu na luz das madrugadas
As noites enluaradas
Que passam...
Levando em seu destino
Os nossos corações
Que se deixam levar à toa

Nas mais ingênuas ilusões
Que são um grande amor
Perdoa...

Lembro-me ainda
De um beijo que você me deu
Guardo na boca
Esse beijo que você esqueceu
No momento que mais desejava
Ter na boca
A boca que me atormentava
Amor...!

Lembro-me que ainda
Que foi por seus olhos bizarros
Que os meus olhos molhados
Por variaram pela noite adentro
E pelas madrugada
O amor e depois
Mais nada...

História joanina

Orlando Silva
História Joanina (canção, 1936) - J. Cascata e Leonel Azevedo

Disco 78 rpm / Título da música: História joanina / Autoria: Cascata, J, 1912-1961 (Compositor) / Azevedo, Leonel (Compositor) / Orlando Silva (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Victor, 1936 / Nº Álbum 34067 / Lado A / Gênero musical: Canção


Foi uma noite de São João
Junto à fogueira
Que eu conheci a cabocla
Mais bela deste sertão
Seus olhos negros me olhavam
De tal maneira
Que não mais teve sossego
O meu pobre coração


Ajoelhei-me e implorei
Em doce prece
Que São João me fizesse
Feliz, junto ao meu amor
Que essa cabocla
Nunca mais me abandonasse
E que junto a mim ficasse
Me querendo com fervor

Mas, no outro dia, ela fez um juramento
Que jamais outro no mundo, o seu coração teria
Mas foi ingrata, lançou-me no esquecimento
Prendeu-se a outro caboclo
Só pra ver meu sofrimento

E agora, quando São João já vem chegando
Minh'alma fica penando
Nesta fria soledade
E São João, que a minha prece
Não ouviste
Vê, como me encontras triste
Soluçando de saudade