terça-feira, outubro 03, 2006

José Barros

José Barros (José Benito Barros Palomino), compositor, nasceu em 21 de março de 1915 em El Banco, Magdalena, Colômbia. Seu pai era o comerciante português José Maria Barros Traviseido (segundo outras fontes, era brasileiro) e sua mãe Eustácia Palomino. Foi o caçula de cinco irmãos e criado por sua irmã Clara, pois seus pais que faleceram na sua infância.

Para ajudar a sustentar sua família cantava na praça do mercado, no porto ou perto das casas de famílias abastadas do povoado. Com o tempo foi aprendendo a tocar vários instrumentos musicais entre os quais o violão e se dedicou a oferecer serenatas às jovens do local.

Aos 17 anos de idade se mudou para Santa Marta e ali tentou viajar para outros locais, mas o serviço militar obrigatório o impediu. Ao seu regresso à terra natal mantinha o desejo de conhecer terras distantes e em uma madrugada embarcou como passageiro em um barco que chegava de Barranquilla.

Foi barrado no porto de Barrancabermeja e isto o levou a conhecer, nessa cidade, músicos que estavam por ali por circunstâncias parecidas e então se integrou a conjuntos que tocavam nos bares. Daí partiu para Segovia e Antioquia, em busca de sucesso.

Após um ano participou de um concurso musical em Medellín e o ganhou com a canção “El minero”. Viajou para Bogotá (década de 1950), onde morou com outro músico chamado Jesús Lara Pérez. Nessa época compôs sua célebre El gallo tuerto. Paulatinamente adquiriu prestígio que lhe levaram para fora do país até Panamá, México e Argentina, quando conheceu vários compositores que o conduziram a compor rancheiras e tangos.

Entre seus boleros mais conhecidos estão: A la orilla del mar, Busco tu recuerdo e Carnaval.