quinta-feira, janeiro 04, 2007

Isolda

Isolda Bourdot nasceu em 9 de janeiro de 1957 na cidade de São Paulo-SP. Seu bisavô e avó maternos foram maestros e compositores. Desde criança interessou-se por artes em geral. Sua aproximação da música começou em brincadeiras com o irmão e futuro parceiro Milton Carlos, fazendo músicas e histórias para teatrinhos de boneca.

Queria ser jornalista mas, ainda na adolescência, começou a participar, juntamente com o irmão, de festivais de música, muito em moda nas décadas de 60 e 70, pelos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Ganharam alguns prêmios e assim que o irmão gravou seu primeiro LP como cantor em 1970, tornaram-se conhecidos e passaram a receber encomendas de músicas de alguns cantores que sentiram na dupla de irmãos grande sensibilidade artística.

Em 1973 através do amigo comum Eduardo Araújo, Roberto Carlos gravou Amigos amigos de Isolda e Milton. Foi o primeiro grande sucesso de público da dupla de compositores. Repetiu-se o sucesso no ano seguinte com o mesmo Roberto Carlos gravando Jogo de damas; no mesmo ano Roberto gravou Elas por elas e Wando gravou Na boca do povo, todas de Isolda e do irmão Milton; em 1976 novamente Roberto Carlos gravou com grande sucesso Um jeito estúpido de te amar e Pelo avesso; Milton Carlos gravou também da dupla Um acalanto, Uma valsa por favor, Último samba canção, Me mata e Vexame; ainda em 1976 Ângela Maria gravou Nunca mais e Agnaldo Rayol Eu levo uma cruz na corrente.

Dessa forma o sucesso da dupla de compositores foi sendo ampliado e reconhecido no meio musical brasileiro, principalmente pelas músicas gravadas por Roberto Carlos.

Prematuramente o irmão Milton faleceu num acidente em 1977; mesmo muito abalada com a morte do irmão e parceiro, Isolda compôs nesse mesmo ano sua primeira música sem a parceria do irmão: Outra vez que tornou-se seu grande sucesso na gravação de Roberto Carlos e que teria inúmeras gravações de outros artistas como Altemar Dutra, Simone, Emílio Santiago e outros além das gravações no exterior de Pepino de Capri, Armando Manzanero e Ray Conniff.

Nessa fase de músicas brasileiras populares, prevaleciam os versos geralmente muito românticos com apelos melodramáticos sobre a melodia de modo geral pobre. Isolda sempre se revelou compositora de imenso talento e sensibilidade muito apurada.

Apesar do grande sucesso alcançado através de 90 músicas compostas em parceria com o irmão e solo, Isolda sempre teve comportamento sóbrio e discreto, chegando mesmo a evitar contatos com a mídia.

O grande sucesso de Outra vez entre outras qualidades deve-se à maneira como Isolda com muita sensibilidade e talento escreveu os versos de modo que a maioria de quem viveu um grande amor gostaria de poder falar para sua ex-amada(o) e à magnífica interpretação de Roberto Carlos. "Outra vez" foi um dos maiores senão o maior sucesso da carreira do cantor Roberto Carlos.

Algumas músicas cifradas: