terça-feira, julho 10, 2007

Bicho medo

Fátima Guedes

Tira a roupa do vento, ó filha
De madrugada vem chuva
Tira a roupa do vento, ó nega
Põe meu xale de viúva

Mãe, por favor não me mande
No quintal a essa hora
Vai sujar meu linho, ó filha
Tem que ser agora

Tira a roupa do vento...

Eu tenho medo do bicho
Que o meu medo mesmo inventa
E em noite de ventania
Parece que o cão atenta...
É hoje, ai meu Deus do céu
Meu coração se arrebenta

Tira a roupa do vento...

Quando eu me mexo parece
Que tem gente atrás de mim
E essas folhas se roçando
É uma agonia sem fim
Na minha cabeça passa
Um bando de coisa ruim

Eu fico escutando passos
Eu prendo a respiração
Sai pensamento, sai fora
Ai minha mãe, minha mãe
Que isso já, meu Deus, é hora
De assombração estar na cama

Tira a roupa do vento...