quinta-feira, julho 19, 2007

Índio quer apito

Inspirado em uma anedota irreverente, meio escatológica, Haroldo Lobo escreveu a marcha “Índio Quer Apito”: “Ê ê ê ê / índio quer apito / se não der / pau vai comer...” Como a anedota era muito conhecida e se referia a um político famoso, “Índio Quer Apito” fez sucesso e acabou entrando para o rol das marchinhas que são repetidas em todos os bailes de carnaval.

Bom conhecedor do gosto popular, Haroldo tinha a capacidade de transformar em músicas de sucesso fatos do cotidiano brasileiro, reinando por quase trinta anos como compositor carnavalesco.

Índio quer apito (marcha/carnaval, 1961) - Haroldo Lobo e Milton de Oliveira - Intérprete: Walter Levita


Dm      F              Gm 
Ê ê ê ê ê índio quer apito
      A7            Dm    A7  
Se não der pau vai comer
Dm      F              Gm 
Ê ê ê ê ê índio quer apito
      A7            Dm      
Se não der pau vai comer

                          F
Lá no bananal mulher de branco
         Gm      A7       Dm 
Levou pra índio colar esquisito
                           F
Índio viu presente mais bonito
             Gm    A7
Eu não quer colar
             Dm
Índio quer apito


Nenhum comentário:

Postar um comentário