domingo, outubro 14, 2007

Os brutos também amam

Agnaldo Timóteo
Agnaldo Timóteo

Tom: G
  

  G
 Você jamais vai entender
                    Am
 O amor que eu lhe dei
            D7
 Talvez estranho pra você
                   G
 Mas só eu sei o quanto amei
 No mundo triste de onde eu vim
 G7                  C
   Nada disso tem valor
 Cm                   G
   Nele tudo se embrutece
 Em                Am
 Mas o coração esquece
 D7                       G  C G
   Quando tem um grande amor
 Dm                   G7
  Você não devia esperar
         C
 Que eu fosse diferente do que sou
       A7
 Com amor seria fácil entender
        D7
 O meu jeito meio rude de querer
      G
 Que pena tudo terminar
                    Am
 Da maneira que acabou
         D7
 O seu amor não foi bastante
                G
 Pra querer-me como eu sou
 Você um dia vai saber
 G7                         C
   Que eu te amei como ninguém
 Cm                    G
   Minhas lágrimas reclamam
 Em                  Am
 Elas dizem no meu pranto
 D7                       G  C G
   Que os brutos também amam
  Dm                 G7
 Você não devia esperar...