quarta-feira, novembro 12, 2008

Triste e abandonado



Roberto Carlos
Triste e abandonado (balada, 1963) - Hélio Justo e Erly Muniz

Abandonado, tão sozinho
Sinto a falta de alguém
Na escuridão do meu caminho
Sigo triste, sem ninguém!

Abandonado, tão sozinho
Sinto a falta de alguém
Na escuridão do meu caminho
Sigo triste, sem ninguém!

No longo caminho da vida
O eu pensamento é só teu
Trago no peito a esperança
Que teu amor seja meu!