domingo, setembro 19, 2010

Suspira, nega, suspira

Comidas, Meu Santo! de Marques Porto e Pavão, encenada no Teatro Recreio, Rio de Janeiro - 1925.
Suspira, nega suspira (canção-maxixe, 1925) - Pedro de Sá Pereira

O maxixe Suspira, nega suspira, cantado por Fernando, foi composto por Pedro de Sá Pereira para a revista Comidas, meu Santo! de Marques Porto e Ari Pavão. O sucesso no palco o projetou para as ruas, onde ganhou o gosto dos foliões.

Título da música: Suspira nega suspira / Gênero musical: Maxixe / Intérprete: Fernando / Compositor: Pereira, Pedro de Sá / Acompanhamento: Coro / Gravadora Odeon / Número do Álbum 122919 / Data de Gravação 1921-1926 / Data de Lançamento 1921-1926 / Lado único / Acervo Humberto Franceschi / Rotações Disco 78 rpm.


A sua letra aludia às maravilhas da vida moderna:

A última descoberta / Que fez sucesso, que fez furor
Que põe todo mundo alerta / Para solver os casos de amor
Já tem qualquer marmanjo / Sem que tal caso lhe impressione
Cuidando do seu arranjo / Diz à pequena no autofone:


Suspira, nega, suspira / Vai por meu conselho
Suspira, nega, suspira / Ai, suspira
Bem na boca do aparelho

Não tenha palpitações / Quem tem marido moço e brejeiro
E ponha as instalações / Mesmo debaixo do travesseiro
E destarte a qualquer hora / Caso o malandro custe a chegar
Botando o fone pra fora / Forçosamente tem que escutar:

Suspira, nega, suspira / Vai por meu conselho
Suspira, nega, suspira / Ai, suspira
Bem na boca do aparelho