quarta-feira, outubro 27, 2010

Sebastião Santos Neves

Sebastião Santos Neves (Fl. Rio de Janeiro, RJ, anos 20 e 30), compositor, teve, em 1924, seu samba Miúdo, gravado por Francisco Alves.

Em 1927, sua marcha Os canoeiros do norte e seu samba Olgarina gravados pelo mesmo cantor na Odeon. Em 1928, os sambas Caridade, com Anísio Mata, e Pesadelo, foram gravados também por Chico Viola, na mesma gravadora.

No mesmo ano, Batista Jr., pai das cantoras Linda Batista e Dircinha Batista, gravou o samba Independência. Teve ainda nesse  ano os sambas Chora no fim e Milagrosa gravados na Columbia por Euclides Sena.

Em 1931, compôs com José de Francesco o tango-canção Busca olvidar gravado na Odeon por Francisco Pezzi. Nesse ano, a marcha Frente única foi gravada pelo pequeno selo Ouvidor pela Jazz Orquestra Ouvidor.

Obra

Busca olvidar (c/ José de Francesco), Canoeiros do norte, Caridade (c/ Anísio Mata), Chora no fim, Cunhaçam, Frente única, Hino do sol, Independência, Milagrosa, Miúdo, Não é só na Bahia, Olgarina, Pesadelo.

_____________________________________________________________
Fontes: Dicionário da MPB; Diário da Noite, 2a. edição, de 12/02/1931.