quinta-feira, janeiro 06, 2011

Osvaldo Guilherme

Osvaldo Guilherme e Denis Brean - 1964
Osvaldo Guilherme, compositor, nasceu em Campinas, SP, em 7/3/1919. Em 1942 conheceu o compositor Newton Teixeira, e com ele fez sua primeira composição, O que há com você, gravada no mesmo ano por Isaura Garcia, na Victor.

No início do ano seguinte conheceu o compositor Denis Brean, e pouco depois era convocado pelo Exército, no qual permaneceu por 28 meses.

Nessa ocasião compôs Em tudo há uma saudade, gravada por Ely Camargo, e Seresteiro, em parceria com Newton Teixeira, que a gravou posteriormente.

Retornando à vida civil, reativou a parceria com Denis Brean, com quem havia deixado algumas letras. A primeira música gravada da dupla foi Onde há fumaça há fogo, em disco Odeon, por Joel e Gaúcho. Em seguida o cantor Bob Nelson gravou Como é burro o meu cavalo, também da dupla.

Com Denis Brean compôs seus maiores sucessos, como: Franqueza, Raízes, Conselho, A mulher do meu amigo, Chora, coração, Festa do samba, Cadência do Brasil, Grande Caruso, Andorinha, Presença de Maria e Sinal dos tempos. A dupla teve várias músicas gravadas no exterior, assim como composições incluídas em filmes nacionais.

Sem parceria, gravou diversas músicas, como: Na fumaça de um cigarro, Quando o amor morre, Coisas tolas, o Hino Oficial do Guarani F C. e o Hino a Nossa Senhora das Graças.

É funcionário público aposentado do Instituto Agronômico de Campinas, onde sempre residiu.

Obra

Conselho (c/Denis Brean), samba, 1957; Convite ao samba (c/Denis Brean), samba, s.d.; Franqueza (c/Denis Brean), samba, 1957; Grande Caruso (c/Denis Brean), marcha, 1952; A mulher do meu amigo (c/Denis Brean), samba, s.d.; O que há com você (c/Newton Teixeira), 1942; Seresteiro (c/Newton Teixeira), s.d.

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha - 2a. Edição - 1998.

Nenhum comentário:

Postar um comentário