quarta-feira, outubro 03, 2012

Guadalupe da Vila

Guadalupe da Vila, falecido em 2004, tinha o samba na veia, e a veia do samba carioca da gema, genuíno de Vila Isabel, lugar onde nasceu no ano de 1923. Instrumentista, intérprete e cantor, poeta e compositor, foi artista de destaque, consagrado pelo mundo do samba, onde seu nome se misturou com a sempre distinta cultura artística do tradicional bairro carioca.

Cresceu e viveu à Rua Duque de Caxias, pertinho da Praça Barão de Drummond (a Praça Sete), sob a atmosfera da música de Noel, e da inspiração romântica e artística tão abundante naquela época. O samba–canção, o samba de roda, partido alto, e todas as outras nuances do samba carioca não escapavam ao punho, à imaginação, à inspiração ou à arte do Guadalupe.

Compôs sozinho grande número de canções, e também em parceria com alguns renomados autores - dentre eles o Dunga - autor da famosa Conceição, que consagrou Cauby Peixoto. Criou músicas que visitam diversas nuances do samba: de enredo, de quadra, choro, e toadas, guarânias, além dos boleros e baladas românticas tradicionais.

Freqüentou a Rádio Nacional, na sua época de ouro, onde conheceu e conviveu com os consagrados nomes da nossa Música, participando como cantor e violonista de importantes programas musicais, e de maior audiência naquela ocasião. 

Os sambas Por amor, Cantar Pra Viver, Sem essa de tristeza, Feito de Fel, Um Mar aberto – são algumas das composições do Guadalupe que atestam o seu talento, interpretadas, atualmente, na voz de Christina Paz (www.christinapaz.com.br), sua sobrinha cantora.

(Biografia gentilmente enviada por Christina Paz)

Fonte: Revivendo Músicas - Biografias