sexta-feira, fevereiro 15, 2013

Fred Jorge

Fred Jorge (Fued Jorge Jabur), compositor e novelista, nasceu em Tietê, SP, em 31/5/1928, e faleceu em São Paulo, SP, em 20/10/1994. Começou a aprender piano ainda criança e quando estudante, organizava shows no colégio.

Depois de se formar no curso normal, mudou-se para São Paulo, a fim de iniciar sua carreira, e ingressou na Rádio São Paulo no final dos anos 1940, onde em pouco tempo se firmou como novelista, gênero que estava em início e publicou, naquele tempo fantasias denominadas Cartas de Amor, obra com quatro volumes.

Viajou para os Estados Unidos por um ano. Retornou a São Paulo, "versionista" da música moderna americana, traduzindo para o português os grandes sucessos musicais dedicados a juventude. Foi produtor de televisão do canal 7 Rádio Record, e detentor do prêmio Roquete Pinto como melhor novelista de 1964. Foi também jornalista profissional tendo vários livros publicados na série popular destacando-se dentre eles Vida de São Judas Tadeu e Vida de Arigó.

Também participou do movimento da Jovem Guarda e atuou como compositor sendo o autor de uma das músicas que mais fez sucesso em 1970, gravada por Roberto Carlos, intitulada A palavra adeus.

Fred Jorge trabalhou na Rádio Capital como produtor executivo, transferindo-se depois para a CBS. Escreveu mais de 100 músicas, incluindo versões, adaptações e composições. Algumas de suas músicas são: Estúpido Cupido (Celly Campello), Lacinhos-cor-de rosa (Celly Campello), Diana (Carlos Gonzaga) e Todos os meus rumos (Roberto Carlos).

No final de sua vida, retornou à cidade onde nascera, vivendo pobremente na mesma casa em que vira a luz. A revista Veja chegou a comentar o fato de que um recordista da autoria de discos e livros vivesse de parcos rendimentos do INSS e nenhum direito autoral.

Obras

A noiva, A palavra adeus, Adão e Eva (c/ Paul Anka), Banho de lua (c/ Fillipi e Migliacci), Billy (c/ J. Arcehy), Biologia (c/ S. Edwards e S. Wayne), Diana (c/ Paul Anka), Escada para o céu (c/ Neal Sedaka e H. Greenfield), Espere um pouco, Estúpido cupido (c/ Neal Sedaka e H. Greenfield), Eu quero o seu amor (c/ S. Wayne e B. Reichner), Foi teu beijo (c/ Paul Anka), Frankie (c/ N. Sedaka e H. Greenfield), Isto é adeus (c/ Paul Anka), Jonny Kiss (c/ Gelmini e Danpa), Lacinhos cor de rosa (c/ M. Grant), Lago dos cisnes (c/ Tchaikowisk), Livro do coração (c/ David e Pockriss), Meu coração canta (c/ Rome, Jamblan e Herpin), Minha cidade (c/ Paul Anka), Muito jovem (c/ L. S. Roberts), Não adianta nada, Não me deixe amor (c/ Schroeder e B. Weisman), Não posso te esquecer (c/ Don Gibson), Não tenho namorado (c/ G. M. Caballero), Nem sei seu nome (c/ Ricardo Reis), O diário (c/ Neal Sedaka e H. Greenfield), O prisioneiro (c/ E. Bernstein e M. David), Os dias de verão (c/ C. Tobias e H. Carste), Paraíso (c/ Tommy Standen), Pequeno príncipe (c/ Tommy Standen), Pobre de mim (c/ Sheeley), Podes chorar (c/ Paul Anka), Querida (c/ Bob Golsborough), Se eu partir, Sem o seu amor (c/ Neal Sedaka e H. Grenfield), Soldadinho de chumbo (c/ Tommy Standen), Somewhere out there (Preciso de você) (c/ James Horner, Barry Mann e Cynthia Weil), Tenha pena (c/ J. Ergue e S. Lawrence), Trem do amor (c/ Paul Anka), Tudo o que eu sonhei (c/ N. Sedaka e H. Greenfield), Túnel do amor (c/ Patty Fischer e Bob Roberts), Twist internacional (c/ Kal Mann), Twist outra vez (c/ Kal Mann e Dave Appelli), Uma guitarra e um copo de vinho (c/ Ricardo Reis), Velha paineira, Você já me esqueceu.

Fonte: Wikipédia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário