segunda-feira, dezembro 16, 2013

Dois apitos...

Gastão Formenti
Gastão Formenti e Moreira da Silva? Dois cantores em atividades duplas no ano de 1935. O primeiro, já um consagrado intérprete, artista, pintor de quadros. O segundo, chofer de ambulância e iniciando a futura e duradoura carreira de mestre-cantor do samba-de-breque...

No meio radiofônico há um grande número de figuras que tocam “dois apitos”, como se diz em linguagem popular, ou melhor, que se dedicam a dois gêneros diferentes de atividade.

Uma dessas figuras é o aplaudido cantor Gastão Formenti, muito conhecido através dos discos que tem gravado para diversas empresas e pela sua longa atuação perante o “broadcasting”.

Gastão Formenti é um dos nomes de maior relevo dos nossos círculos radiofônicos, aliando ao seu merecimento de cantor a discrição e a modéstia das atitudes.

O artista Gastão -1935
Gastão fez estudos para pintor na Escola de Belas Artes e tem figurado em várias exposições, concorrendo ao “Salão” oficial em diversas oportunidades. Tem seu estúdio à rua Joaquim Silva, 67. É aí que, ao mesmo tempo, pinta suas telas e ensaia as canções que canta ao microfone.

Também toca “dois apitos” o cantor Moreira da Silva, que foi o criador de “Implorar, só a Deus”, um dos sambas de maior sucesso do ano passado, vitorioso no concurso carnavalesco instituído pela Municipalidade.

Moreira da Silva, ao mesmo tempo que atua no microfone, é também funcionário municipal, trabalhando como motorista da Assistência.

Sua atuação no “broadcasting” tem que ser pautada não por sua própria vontade, mas pela escala dos plantões na Assistência. Volante habilíssimo, seu sucesso, na direção de uma ambulância, é igual ao que alcança no microfone, como intérprete festejado de sambas e marchinhas.

O cantor Moreira da Silva na direção uma ambulância - Foto: "Carioca" - 1935



Fonte: "Carioca", de 23/11/1935.

Nenhum comentário:

Postar um comentário