terça-feira, janeiro 07, 2014

Byafra

Byafra (Maurício Pinheiro Reis), cantor e compositor, nasceu em Niterói, RJ, em 15/10/1957. Ainda menino, foi presenteado por sua avó com uma flauta doce e uma inscrição num curso de música para aprender o instrumento.

Por ser muito magro e esquelético quando pequeno, recebeu aos 12 anos dos colegas, o apelido que adotaria como nome artístico: "Biafra". Em 1998, alterou para "Byafra", para evitar aparecer na mesma página da guerra civil nigeriana nos sites de busca da Internet.

Depois de cantar em coral (do CEN - Centro Educacional de Niterói), inclusive fora do país, em países como Escócia e Inglaterra, e de tocar flauta doce em casamentos, a carreira musical já era seu principal projeto de vida.

E foi nessa época que nasceu "O Circo", banda que teve rápido sucesso em apresentações em Niterói e no interior do Estado do Rio. Como principal vocalista do grupo, Byafra começou a ganhar intimidade com os palcos. E foi acompanhado por seus colegas de O Circo, que Byafra entrou pela primeira vez no velho estúdio da CBS (hoje Sony Music), na Praça da República, centro do Rio de Janeiro, para gravar seu primeiro álbum, na época editado em LP e cassete.

Lançado em 1979, Primeira Nuvem foi rapidamente adotado pelas rádios de todo o Brasil. Uma das canções, composta pelo próprio Byafra e por Luiz Eduardo Farah, transformou-se em grande sucesso: Helena. Poucas semanas depois de introduzida nas rádios, essa faixa ganhou popularidade ainda maior ao ser incluída na trilha sonora da novela Marron Glacê, da Rede Globo. Esta mesma emissora iria, ao longo dos anos, solicitar mais sete músicas de Byafra para suas novelas, identificando suas canções com vários personagens famosos.

Já em seu terceiro álbum – Despertar (1981) Byafra recebe seu primeiro Disco de Ouro ao superar 100 mil cópias vendidas, impulsionada pelo impressionante sucesso radiofônico de Leão ferido (Byafra e Dalto), música mais executada pelas emissoras brasileiras no ano de seu lançamento e que mais tarde receberia novas interpretações de artistas como Simone.

Em 1984, mais um Disco de Ouro em seu álbum de estréia na gravadora Ariola, hoje com seu catálogo incorporado à Universal. Dessa vez, a música que explodiu nas paradas de todo o Brasil, foi Sonho de Ícaro (Piska e Cláudio Rabello).

Desde esse início vitorioso até hoje, Byafra jamais deixou de ter suas canções cantadas e lembradas por fãs de todas as gerações. São ao todo 12 álbuns inéditos e duas compilações que compõem um capítulo importante da Música Popular Brasileira.

Como compositor Byafra registrou sua obra na voz de grandes artistas como Roberto Carlos, Ney Matogrosso, Simone, Chitãozinho & Xororó, Chrystian & Ralf, Rosana, Xuxa, Angélica, Danilo Caymmi e muitos outros.

No dia 8 de setembro de 2009 foi lançado um vídeo no site youtube no qual Byafra é atingido involuntariamente por um parapente enquanto cantava para uma gravação de TV, a música de seu maior sucesso, Sonho de Ícaro, no Rio de Janeiro. Um episódio cômico da vida de Byafra, que encarou a situação com muito bom humor.

Discografia

1979 Primeira Nuvem • Sony Music • LP
1980 Byafra • Sony Music • LP
1981 Despertar • Sony Music • LP
1982 Menino • Sony Music • LP
1984 Existe uma ideia • Polygram/Universal • LP
1985 O sonho deve ser • Polygram/Universal • LP
1986 Toque • Polygram/Universal • LP
1987 Biafra • BMG • LP
1989 Biafra • Esfinge • LP
1991 Minha vida de artista • Sony Music • LP
1994 Biafra (compilação) • Universal • CD
1994 Infinito amor • Continental • CD
1998 Biafra (Série Brilhante) • Sony Music • CD
1998 Ícaro • Indie Records • CD
2002 Segundas intenções • Green Songs • CD


Fontes: Clique Music; Wikipédia; Página oficial.