quarta-feira, dezembro 13, 2006

País tropical




Jorge Ben
“País Tropical” nasceu de um telefonema de Jorge Ben para a sua musa (na época) Teresa. O compositor, rubro-negro doente, acabara de assistir a uma vitória do Flamengo e telefonara para dividir com a musa a sua alegria — daí a presença da “nega Teresa” nos versos da canção.

A ser verdadeira esta história, contada pelo dissimulado Ben, estaria plenamente justificada a euforia de “País Tropical”, uma composição espirituosa e otimista, que passa a idéia de um poeta exultante com a vida e a terra onde vive: “Moro / num país tropical / abençoado por Deus / e bonito por natureza [mas que beleza] / em fevereiro [em fevereiro] / tem carnaval [tem carnaval] / tenho um fusca e um violão / sou Flamengo, tenho uma nega chamada Teresa...”

Tudo isso é cantado no inconfundível estilo Jorge Ben, aqui incorporando uma nova bossa, a das palavras pronunciadas sem a última sílaba. Esta brincadeira com as síncopes gerou um efeito pitoresco, aumentando a curiosidade sobre a canção, uma das mais populares de Ben: “Mó / num pá tropi / abençoá por Dê / e boni por naturê...”

Adotado, como foi dito, pelo tropicalismo, Jorge Ben incorpora a “País Tropical” influências do movimento, sendo uma de suas primeiras gravações a do trio Caetano-Gil-Gal, e sucesso na voz de Wilson Simonal (A Canção no Tempo – Vol. 2 - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

País tropical (1969) - Jorge Ben

Tom: G  
(intro 2x) G Em C D7

 G   Em C     D7     G    Em C    D7       G   Em
Moro      num país tropical     abençoado por Deus
      C        D7   G         Em   C     D7  G        Em  C
E bonito por natureza mas que beleza, em fevereiro, em fevereiro
 D7    G         Em  C          D7              G  Em
Tem carnaval, tem carnaval, tenho um fusca e um violão
        C                    D7         G     Em C D7
Sou Flamengo e tenho uma nega chamada Tereza

C7                                                 G
Sambaby Sambaby sou um menino de mentalidade mediana
             C7                                       G
Mas assim mesmo feliz da vida pois eu não devo nada a ninguém
 C7                                   D7
Pois sou feliz, muito feliz, comigo mesmo

 G   Em C     D7     G    Em C    D7       G   Em
Moro      num país tropical     abençoado por Deus
      C        D7   G         Em   C     D7  G        Em  C
E bonito por natureza mas que beleza, em fevereiro, em fevereiro
 D7    G         Em  C          D7              G  Em
Tem carnaval, tem carnaval, tenho um fusca e um violão
        C                    D7         G     Em C D7
Sou Flamengo e tenho uma nega chamada Tereza

  C7                                   G
Sambaby Sambaby eu posso não ser um band leader, pois é
     C7                                   G
Mas lá em casa todos meus camaradas me respeitam, pois é
  C7                                                      D7
E essa é a razão da simpatica de poder do algo mais e da alegria

(repete tudo 2x)

        C                    D7         G     Em C D7
Sou Flamengo e tenho uma nega chamada Tereza  (4x)

 G   Em C     D7     G    Em C    D7       G   Em
Moro      num país tropical     abençoado por Deus
      C        D7   G         Em   C     D7  G        Em  C
E bonito por natureza mas que beleza, em fevereiro, em fevereiro
 D7    G         Em  C          D7              G  Em
Tem carnaval, tem carnaval, tenho um fusca e um violão
        C                    D7         G     Em C D7
Sou Flamengo e tenho uma nega chamada Tereza
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário