sábado, setembro 08, 2007

Bafo de boca

P. C. Pinheiro
Bafo de boca - João Nogueira e Paulo César Pinheiro

Para de beber, compadre
Meu compadre deixa disso
Larga essa mulher de lado
Lembra do teu compromisso

Mas veja só que malandro que tu és
Entrou num artigo dez
Por causa de dois mil réis, compadre
Minha comadre já tá ficando louca
Com esse teu bafo de boca
Boa coisa não vai dar

E a tal mulher que anda nos cabarés
Mas essa não paga dez
Só vive trocando os pés, compadre
Minha comadre diz que a desgraça é pouca
Você tá marcando touca
E o bicho inda vai pegar

Nenhum comentário:

Postar um comentário