sábado, setembro 08, 2007

Jongo de João-Congo

P. C. Pinheiro
Jongo de João-Congo - Sérgio Santos e Paulo César Pinheiro

O jongo tem que ser
Tem candogueiro pra bater, tem
Tem que ter, ter calo na mão, tem que ter
Toca o tambu,
Gazunga vai tremer,
Angóia vai mexer,
E é o gonguê que vai responder: teteretê...
Vai gemer bem longe a puíta
Tem que ter,
Ter sola de pé no balance,
Tem que ter, ter palma de mão,
Tem que ter que se bambear, tem que ter
Saravá pro seu Alabê!

O jongo tem que ter,
Ter dançadeiro pra valer, tem
Tem que ter, que ter que rodar, tem que ter
No baticum
A roda vai crescer
E o povo vai fazer fuzuê
Que nem seu Exu-kêkêrêkê.
Tem que ter Sá-moça catita
Tem que ter a voz de vovó de Vassuncê
Tem que ter um canto nagô,
Tem que ter um de Ioruba, tem que ter
Saravá pro seu Benguelê.

Vem pro jongo,
Ô vem jongueiro ver,
João-Congo,
O jongo tem que ter
Mais um herdeiro
Nesse terreiro
Pro jongo não morrer.