quarta-feira, janeiro 09, 2008

Ciro Aguiar


Ciro Aguiar (Ciro Mendes de Aguiar), cantor e compositor, nasceu em Salvador BA, em 09/12/1942. Estudou canto com Mariah Costa, no Instituto de Música de Salvador, e ainda adolescente apresentava-se interpretando músicas de Hekel Tavares e Dorival Caymmi.

Em 1961, depois de abandonar a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende RJ, ingressou na Rádio Mayrink Veiga, do Rio de Janeiro RJ, onde se apresentou no programa Hoje é Dia de Rock, enquanto esperava ser contratado por uma gravadora. Trabalhou ainda como bancário e professor de violão.

Em novembro de 1963 assinou contrato com a RCA, gravando sua composição Itaparica. Lançou mais dois discos pela RCA e, em seguida, transferiu-se para a Continental, onde gravou dois LPs e alguns compactos.

Em 1970 estudou no Instituto Villa-Lobos, participando do seu coral, e no ano seguinte cantou no VI FIC, da TV Globo, Rio de Janeiro. Em 1972 atuou na ópera-rock Jesus Cristo superstar e gravou na Philips sua composição Asfalto falsificado, que fez algum sucesso. Transferiu-se para o Instituto Musical de São Paulo SP, onde concluiu o curso de educação artística em 1975.

Seu maior sucesso foi Do you like samba?, de 1973, satirizando o modismo de gravar pop-rock brasileiro em inglês. No início da década de 1990 foi lançada uma coletânea de suas primeiras gravações, o LP Ciro Aguiar — seus sucessos da Jovem Guarda. Em 1995 lançou disco novo: Ciro Aguiar no rocksamba.

O sambalanço de Cyro Aguiar

Ele surgiu na Jovem Guarda e depois, nos anos 70, tornou-se um dos precursores do então nascente samba-rock ao gravar faixas como "Rei do Maracatu" (Gilberto Gil/Jorge Ben Jor) e "Do You Like Samba" (Marcelo Duran), que até hoje animam os bailes.

É para mostrar que continua com seu sambalanço em dia que Cyro Aguiar acaba de lançar o CD "Me Ilumina", produzido por ele e Johny Marangoni, e com distribuição pela Zaid Records. No repertório, grandes clássicos do ritmo como "Dezesseis Toneladas" (Merle Mervis/Roberto Neves) e o pout-pourri com "Pensamento Verde" (Branca di Neve), "Meu Guarda Chuva" (Jorge Ben Jor) e "Deixa de Banca" (Nino Ferrer/Jean Poker/Eduardo Araújo).

Nas rádios, Cyro já começa a trabalhar a faixa-título, de sua autoria. No CD, ele ainda conta com as participações especiais dos grupos Sampa Crew na clássica "Carinhoso" (Pixinguinha) e Atitude 4 na inédita "Duas Asas", composta por ele próprio. Outros participantes ilustres que também deram seu aval ao disco foram o grupo Farufyno, o cantor Leandro Lehart e o radialista Wagner Mendes.

Depois do show de lançamento que fez no último dia 23 de junho, no Espaço Santa Clara, em São Paulo, acompanhado da banda Atitude 4, Cyro prossegue com o trabalho de divulgação do disco, com shows já agendados neste mês em Jandira, Bauru e Limeira, e no dia 10 de agosto no Carioca Club, em São Paulo. (Por Márcio Furuno)

Fontes: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora - PubliFolha; Notícias.