sábado, março 15, 2008

Jardim de flores raras

Roberto Paiva
Jardim de flores raras (valsa, 1938) - Romualdo Peixoto (Nonô) e Francisco Matoso

Disco 78 rpm / Título: Jardim de flores raras / Autoria: Matoso, Francisco (Compositor) / Nonô (Compositor) / Roberto Paiva (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1938 / Nº Álbum 11655 / Lado B / Gênero: Valsa /

Era um jardim de flores muito raras
A espalhar fragrância de essências caras
E eram lindas elas
Tulipas amarelas
As rosas, vindas do Ceilão
Orquídeas de exposição
Ante a graça dos mais lindos Crisântemos

A felicidade um dia nós tivemos
Num cenário multicor
Nasceu um grande amor
Mas que durou a vida de uma flor.

E, quando anoitece, vagarosamente
Aumentando a dor de um coração que sente
E as rosas balançando ao luar
Eram como que fantasmas a errar
E ao amanhecer de um dia radiante
No jardim o orvalho era cintilante
Só no meu amor
Murcho, sem fulgor
Orvalho que encontrei
Foi o pranto que chorei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário