segunda-feira, janeiro 12, 2009

Não presto mas eu te amo



Não presto mas eu te amo (jovem guarda, 1967) - Roberto Carlos - Interpretação: Demetrius
Introdução: E  B7  E  B7

E              A                 E
Se você brigar novamente eu vou me embora
B7                 Em
Mas ouça bem o que eu digo agora:
Am              Em
Eu não presto, mas eu te amo
B7               E   B7  E  B7
Eu não presto, mas eu te amo
E                 A               E
Minha vida foi sempre assim, mas pode mudar
B7            Em
Se você quiser vou modificar
Am              Em
Eu não presto, mas eu te amo
B7               E   B7  E  B7
Eu não presto, mas eu te amo
E             A              E
No meu carro fujo de tudo sempre correndo
B7             Em
Só vou parar você me querendo
Am              Em
Eu não presto, mas eu te amo
B7               E   B7  E  B7
Eu não presto, mas eu te amo

Solo: E  A  E  B7  Em  Am  Em  B7  E  B7  E  B7 

E                A               E
Todo mundo diz que eu tenho a vida agitada
B7              Em
Que eu sou playboy e não valho nada
Am              Em
Eu não presto, mas eu te amo
B7               E   B7  E  B7
Eu não presto, mas eu te amo
E             A                 E
Que eu não sou capaz de amar ninguém de verdade
B7                Em
E que eu só penso em minha vaidade
Am              Em
Eu não presto, mas eu te amo
B7               E   B7  E  B7
Eu não presto, mas eu te amo
E                A              E
Eles vão meu bem condenar-me em cada gesto
B7                     Em
E vão falar também que eu não presto
Am              Em
Eu não presto, mas eu te amo
B7               E   B7  E  B7
Eu não presto, mas eu te amo
E              A                E
Acontece que já não é o que estão falando
B7                 Em
Pois ninguém sabe que eu estou amando
Am              Em
Eu não presto, mas eu te amo
B7               E   B7  
Eu não presto, mas eu te amo
E   B7
Mas eu te amo
E   B7
Mas eu te amo
E
Mas eu te amo.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário