segunda-feira, novembro 22, 2010

J. Piedade

J. Piedade (José da Rocha Piedade), compositor, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 03/09/1920, e faleceu na mesma cidade, em 02/12/1978. Viveu durante muitos anos no Morro do Riachuelo e freqüentava amiúde os famosos cabarés e cassinos da Lapa dos anos 30 e 40, reduto de malandros e artistas.

Foi um contumaz vendedor de sambas (principalmente para o famoso bicheiro China), assim como o companheiro de boêmia, Wilson Batista. Ataulfo Alves o considerava um dos grandes sambistas da época e alimentava o sonho de formar um trio com ele e Wilson, sonho irrealizável por conta da vida boêmia e descompromissada dos dois.

Em 1935, compôs com J. B. de Carvalho os sambas Nega reúna e Canta, meu pandeiro, gravados pelo parceiro pela Columbia. Em 1937, compôs com Kid Pepe e Homero Ferreira a marcha Alô boy, também gravada por J. B. de Carvalho na RCA Victor e pelo grupo Diabos do Céu na mesma gravadora. No mesmo ano, compôs com Kid Pepe a marcha A colombina vem, gravada por Victor Bacelar na Columbia.

Em maio de 1940, Dorival Caymmi gravou seu samba-jongo Navio negreiro, em parceria com Sá Róris e Alcir Pires Vermelho, pela Odeon. Em 1942, sua marcha A mulher do padeiro, em parceria com Germano Augusto e Nicola Bruni, foi sucesso de carnaval na voz de Joel e Gaúcho, que a gravaram em dezembro de 1941, pela Odeon. A música era uma paródia de um filme homônimo, exibido na época, que havia causado polêmica.

Em 1950,  Dalva de Oliveira gravou com êxito seu samba Tudo acabado, em parceria com Osvaldo Martins, pela Odeon. O último sucesso marcante de sua carreira foi o samba Chora, doutor, em parceria com Orlando Gazzaneo e J. Campos e gravado por Blecaute para o carnaval de 1959, pela Copacabana.


Obra

A colombina vem (c/ Kid Pepe); A mão de piche (c/ Donga); A mulher do padeiro (c/ Germano Augusto e Nicola Bruni); Abre alas (c/ Jorge Faraj);  Ai...ô rosa (c/ Joel de Almeida e R. Leão); Alô boy (c/ Kid Pepe e Homero Ferreira); Canta, meu pandeiro (c/ J. B. de Carvalho); Castigo de Deus (c/ Geraldo Augusto e Kid Pepe); Chora, doutor (c/ Orlando Gazzaneo e J. Campos); Essa não... (c/ W. Goulart); Japonesa (c/ Sá Roris); Luar carioca (c/ Geraldo Augusto); Macaco quer banana (c/ Sá Roris); Meu primeiro amor (c / Sebastião Gomes); Mulher sem dono (c/ Torres Homem); Não me importa que a tábua rache (c/ Luiz Monteiro); Navio negreiro (c/ Sá Róris e Alcyr Pires Vermelho); Nega reúna (c/ J. B. de Carvalho); Ninguém deve duvidar (c/ Arlindo Marques Júnior); Palhaço não chora (c/ Homero Ferreira e Kid Pepe); Papagaio (c/ Sá Roris); Papai não quer (c/ W. Goulart); Perdão Senhor (c/ W. Goulart); Quem telefona (c/ W. Goulart); Sai coió! (c /Sá Roris); Testemunha (c/ Alfredo Godinho); Tudo acabado (c/ Osvaldo Martins); Vida de pobre (c/ Antenógenes Silva).