sábado, novembro 20, 2010

Onéssimo Gomes


Onéssimo Gomes (Onéssimo Gomes Souza Leite), cantor, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 28/10/1914, e faleceu na mesma cidade em 13/09/1999.

Em 1945 gravou na Continental seu primeiro disco com a marcha Não vou com a sua cara e o samba Bravos de Monte Castelo, ambos de Edgar Nunes, Horácio Rosário e J. Pereira. No ano seguinte, gravou de Herivelto Martins e Aldo Cabral a valsa Brinquedo do destino e de Humberto Carvalho e Erasmo Silva o samba É sempre assim.

Em 1947, gravou na Star a marcha Seu visconde, de Dias da Cruz e Osvaldo Martins e o samba Ando louco, de Haroldo Lobo e Milton de Oliveira. Em 1948, registrou o samba Voltei, de  Dunga (Valdemar de Abreu) e a marcha Cabrocha boa, de Dunga e Cristóvão de Alencar. Em 1949, gravou os sambas Violão, de Vitório Júnior e Wilson Ferreira e Enfermeira, de Edgar Nunes e Zeca do Pandeiro.

Em 1950, ainda na Star gravou de Herivelto Martins e Aldo Cabral a valsa Brinquedo do destino e de Edgar Nunes e Zeca do Pandeiro o samba-canção Não te iludas. Em 1951, gravou de Genival Macedo e Popeye do Pandeiro o samba-canção Náufrago do amor e de Edgar Nunes e de Zeca do Pandeiro o samba-canção Assim é o amor. Em 1953, gravou na Copacabana os sambas-canções Vai com Deus, de J. Cascata e Leonel Azevedo e Realidade, de Nelson Cavaquinho, Antônio Braga e Geraldo Cunha.

Em 1956, gravou na Todamérica os sambas-canções Violão, de Vitório Jr. e Wilson Ferreira e Exaltação à mulher, de Aristóteles Faria, Oto Mendes e Átila Aranha. Em 1957, gravou os sambas-canção Manicure, de Carlos Morais e Luis Vassalo e Risquei, de Átila Aranha. No mesmo ano, gravou o LP Serestas do Brasil no qual interpretou entre outras, a valsa Mimi, Noite cheia de estrelas e Brinquedo do destino. Em 1958, gravou o samba Pra não sofrer, de Luiz Bittencourt e J. Cascata e a marcha Pega no caniço", de Murilo Caldas. Atuou durante muito tempo na Rádio Nacional.

Em 1959, lançou o LP Serestas do Brasil nº 3, no qual interpretou os sambas-canção Violão, de Vittorio Junior e Wilson Ferreira; Professora, de Benedito Lacerda e Jorge Faraj; “Saudade do meu barracão", de Ataulfo Alves; Transformação, de Herivelto Martins; Por causa dessa cabocla, de Ary Barroso e Luiz Peixoto, e Um caboclo apaixonado, de Benedito Lacerda e Herivelto Martins; as valsas Deusa da minha rua, de Newton Teixeira e Jorge Faraj; Soluços, de Sílvio Caldas e Orestes Barbosa, e Roxa saudade, de Heitor Catumbi; a canção Meu companheiro, de Francisco Alves e Orestes Barbosa; o tango-canção Cicatrizes, de Adolfo R. Avilés e Lamartine Babo, e a valsa-canção Ave maria, de Erothides de Campos.

Em 1969, participou do LP I Festival Brasileiro de seresta da gravadora Ritmos/Codil interpretando a canção Noite de seresta, de Cícero Nunes. Em 1980, lançou pela Musidisc o LP Serestas brasileiras no qual interpretou clássicos da seresta brasileira.


Músicas no playlist

01 Violão (samba canção) - Vitorino Júnior e Wilson Ferreira / Gravadora Star / Álbum 135 / Gravação 1947-1949 / Lançamento 00/1949 / Lado A / Disco 78 rpm; 02 Enfermeira (samba canção) - Edgard Nunes e Zeca do Paneiro / Gravadora Star / Álbum 135 / Gravação 1947-1949 / Lançamento 00/1949 / Lado B / Disco 78 rpm; 03 Brinquedo do destino (valsa) - Aldo Cabral e Herivelto Martins / Gravadora Star / Álbum 214 / Gravação 1947-1952 / Lançamento 1947-1952 / Lado A / Disco 78 rpm; 04 Dona da ironia (samba canção) - Jorge Gonçalves, Jorge Tavares e Nestor de Holanda / Gravadora Star / Álbum 214 / Gravação 1947-1952 / Lançamento 1947-1952 / Lado B / Disco 78 rpm.

Discografia

([S/D]) Meu grande amor / Não sou parede • Guarani • 78; ([S/D]) Empecilhos / Sol de desilusão • Regecy • 78; ([S/D]) Serenata • Musidisc • LP; (1980) Serestas brasileiras • Musidisc • LP; (1959) Serestas do Brasil Nº 3 • Radyo Long Play • LP; (1958) Pra não sofrer / Pega no caniço • Sinter • 78; (1957) Manicure / Risquei • Todamérica • 78; (1957) Serestas do Brasil • LP; (1956) Violão / Exaltação à mulher • Todamérica • 78; (1953) Vai com Deus / Realidade • Copacabana • 78; (1951) Náufrago do amor / Meu filho não vem • Star • 78; (1951) Experiência / Assim é o amor • Star • 78; (1951) Sansão / Não vou lhe perdoar • Star • 78; (1951) Não chores / Maria do Ó • Carnaval • 78; (1950) Desdita cruel / Não te iludas • Star • 78; (1950) Brinquedo do destino / Não te iludas • Star • 78; (1949) Violão / Enfermeira • Star • 78; (1949) Rainha dos brotinhos / Mulher ingrata • Star • 78; (1948) Voltei / Cabrocha boa • Star • 78; (1947) Seu visconde / Ando louco • Star • 78; (1946) Brinquedo do destino / É sempre assim • Continental • 78; (1945) Não vou com a sua cara / Bravos de Monte Castelo • Continental • 78.

Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB; Bibliografia Crítica: AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982; CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário biográfico da música popular. Rio de Janeiro; Edição do autor, 1965.