sábado, novembro 06, 2010

Ruy de Almeida

Ruy de Almeida, cantor e compositor, nascido em Petrópolis, RJ, começou sua carreira na Rádio Nacional quando venceu um concurso de calouros comandado por Almirante.

Em 1943 gravou seu primeiro disco pela Odeon, interpretando o samba As américas unidas, unidas vencerão!, de Jorge de Castro e Henrique Gonçalez, e o fox Glória!..., de sua autoria e Júlio Casado.

Em 1945, gravou com a cantora Maria Carmen a valsa Canção de amor de Reinaldo, de S. Fain, I. Kahm e versão de Haroldo Barbosa. No mesmo ano, gravou de Pedro Caetano e Pernambuco o samba Um novo sol pode surgir e de Gomes Cardim e Felisberto Martins a valsa Alguém que sofre.

São de 1948 as gravações da valsa Eu e a Teresinha, de Peterpan e do samba Adeus. No mesmo ano, a marcha O grande sultão, de sua autoria e Delamare foi gravada na Star pela cantora Olivinha Carvalho.

Em 1950, Elisete Cardoso gravou de sua autoria e Arnô Provenzano o samba A mentira acaba, pela Todamérica. Ainda em 1950, compôs com Antônio Almeida Minha mão à palmatória, samba gravado por Orlando Correia, também na Todamérica.

Em 1951, gravou o samba Macaé, de sua autoria e Braga Filho e, de sua autoria, a valsa Vamos brincar de amor. Em 1953, foram gravados o samba Itaipuaçu, de Alberto Ribeiro e o bolero Nunca mais, de sua autoria .

Em 1954, Roberto Paiva gravou o samba O maior espetáculo da terra, parceria com Guido Medina e a valsa Boas Festas, parceria com Guido Medina.

Como cantor, gravou na Odeon, na Todamérica e na Star. Em 1958, Alcides Gerardi regravou a valsa Boas festas. 

Algumas músicas

Alguém que sofre
As américas unidas, unidas vencerão!
Boas Festas
Glória!...
Itaipuaçu
Macaé
Nunca mais
Um novo sol pode surgir
Vamos brincar de amor

Obra

A mentira acaba (c/ Arnô Provenzano), Boas festas (c/ Guido Medina), Glória!... (c/ J. Casado), Macaé (c/ Braga Filho), Minha mão à palmatória (c/ Antônio Almeida), Nunca mais, O grande sultão (c/ Delamare), O maior espetáculo da terra (c/ Guido Medina), Vamos brincar de amor.

Fonte: Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira; Bibliografia Crítica: AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.