quarta-feira, junho 01, 2011

Luiz Américo


Luiz Américo (Américo Francisco Filho), cantor e compositor, nasceu na cidade de Santos, SP, em 22 de agosto de 1946. Começou cantando desde menino e foi no concurso de calouros do Sílvio Santos que "Américo Francisco", como era conhecido, despontou para o cenário nacional, ganhando todas as provas do concurso.

Surgiram convites de grandes gravadoras e aí já como Luiz Américo conseguiu seu primeiro sucesso, Desafio, mais conhecida como "Cuca cheia de cachaça" e daí em diante foram vários, Camisa dez, Filho da véia, Carta de alforria, Casa cheia, O gás acabou, Na hora da sede, entre tantos outros.

Foram oito discos de ouro e suas músicas executadas em todas as rádios do Brasil e exterior e imagem marcada pelo seu boné em todos os programas de TV da época, sem dúvida um dos maiores ídolos da geração da década de 1970 / 1980.

Seu maior sucesso foi a canção Camisa 10, que teve uma grande repercussão por falar da Seleção Brasileira de Futebol de 1974, que depois de se tornar tri-campeã no México, atravessava um período de altos e baixos para disputar a Copa da Alemanha de 1974. Vendeu milhares de cópias. Recebeu prêmios no Brasil e no exterior.

Hoje ele é dono de uma casa noturna chamada "Lucky Scope" no Guarujá, e seus filhos cantores no Grupo Feitiço (banda de samba) montaram uma casa de samba em sua homenagem com o nome de Typographia Brasil em Santos, onde o cantor se apresenta até hoje.

Seus sucessos já foram gravados por Clementina de Jesus, Ângela Maria, Alcione, Sílvio Caldas, Wilson Simonal e estão sendo re-gravados por cantores da atualidade como Zélia Duncan, Zeca Baleiro, Marcelo D2 entre outros. 

Viva o grande Luiz Américo que fez parte de minha vida, mesmo na tristeza, num jogo Brasil x Holanda, em que ele desabafa num bom humor: "desculpe seu Zagalo / mexe nesse time / que tá muito fraco...". Pensei que era carioca e hoje me deparo que é de Santos. E tomara que seja do Santos FC também, atual bicampeão paulista de futebol.

Fonte: Wikipedia - A Enciclopédia Livre; O autor do blog, que vivenciou essa época.