domingo, outubro 09, 2011

Nilton César

Nilton César (Nilton Guimarães), cantor e compositor, nasceu no triângulo mineiro, na cidade de Ituiutaba, em 1939. Aos 17 anos saiu da terra natal em busca de seu grande ideal: ser cantor. Ainda como estudante nos idos de 1960, no Rio de Janeiro, dividia esse ideal entre os livros e a música. Participou em programas de calouros, como o programa do Airton Perlingero sempre obtendo bons resultados.

Em 1961, sugestionado por uns amigos estudantes, foi tentar a carreira no meio artístico de São Paulo. Na capital paulista encontrou um amigo acordeonista chamado de Carlinhos Mafazolli que através de uma carta de apresentação para o maestro Pôtcho (Rubens Perez), um dos diretores da RGE, assinou um contrato com essa gravadora. A RGE precisava de um cantor para concorrer no mercado musical com Anísio Silva que era o grande sucesso da época em vendagens.

Gravou seu primeiro disco 78 rpm, pela RGE, com duas músicas: uma das quais se intitulava Amor da Minha Vida, composição de Murilo Caldas, irmão do Sílvio Caldas. O segundo disco 78 rpm  gravou  com a música Eu nasci para te amar ( Fernando Dias).

Tranferindo-se para gravadora Continental, gravou seu 1º compacto simples em 33 rpm, sendo uma das músicas a guarânia Eu choro por gostar de alguém (Nilton Cesar e Fernando Dias), abrindo-lhe as portas para o meio musical.

Ainda na Continental, gravou vários lps, agora em 33 rpm, onde ficou conhecido nacionalmente com as músicas Casa vazia e Se é o destino. Alcançou sucesso Nacional, com a música Professor apaixonado, de autoria de Jair Gonçalves.

Em 1968 mudou-se para a RCA Victor onde ficou 17 anos.

Na RCA sob a coordenação musical de Osmar Navarro, alcançou seu maior sucesso nacional em vendagens com a música A namorada que sonhei (Osmar Navarro), ficando conhecido internacionalmente, abrindo-lhe as portas, principalmente, para Portugal, Canadá e Estados Unidos.

Gravou ainda seis lps em espanhol e na década de 1960/70 teve a música de Osmar Navarro Lenita em primeiro lugar nas paradas da Argentina em português desbancando Roberto Carlos que cantava no idioma espanhol.

Ganhou vários troféus "Chico Viola" que atualmente corresponde ao Disco de Ouro.

Fontes: http://fa-clube-nilton-cesar.vilabol.uol.com.br/bio.htm; Wikipédia.