sábado, outubro 08, 2011

Osmar Navarro

Osmar Navarro (Osmar Daumerie), compositor e cantor, nasceu em 19/11/1930, na cidade do Rio de Janeiro, RJ. Em 1956 estreou em discos no pequeno selo Lord, gravando em dueto com Celita Martins o samba canção Dó-ré-mi-fá-sol-lá-si, de Fernando César e Roland de Oliveira.

Em 1959 gravou pela Polydor interpretando os sambas-canção Imaginemos, de Alvarenga e Ranchinho e Candidato a triste, de Paulo Tito e Ricardo Galeno.

No mesmo ano gravou de sua autoria e Oldemar Magalhães o bolero mambo Quem é?, que se tornaria seu maior sucesso, sendo regravado no mesmo ano pelo Trio Nagô, pelos Vocalistas Modernos, por Roberto Amaral e por Hebe Camargo.  Em 1960 gravou de sua autoria a balada Vi e de Célio Ferreira e Oldemar Magalhães o samba Eterno motivo.

No ano seguinte passou a gravar na Chantecler, estreando com os sambas Maestro coração, de Célio Ferreira e Oldemar Magalhães e Amor de carnaval, de sua autoria e Alcina Maria.

Em 1962 estreou na Odeon gravando as músicas Quero e Lenita, de sua parceria com Alcina Maria. Em 1963 gravou na CBS de sua autoria e Alcina Maria, a Balada da esposa. Como compositor teve ainda gravadas entre outras, o bolero Quando estás a meu lado, parceria com Oldemar Magalhães, por Jair Alves e a balada Teu nome, parceria com Ribamar, ambas pela RCA Victor.

Em 1968 o cantor Antônio Marcos defendeu no Festival da Record a composição Poema de mim, de autoria dos dois.

Obras

Amor de carnaval (c/ Alcina Maria), Balada da esposa (c/ Alcina Maria), Conte até dez, Creia, Lenita (c/ Alcina Maria), Nós dois e o mar (c/ Alcina Maria), O negócio é baião (c/ Alcina Maria), Os cabelos de Maria (c/ Ari Monteiro), Poema de mim (c/ Antônio Marcos), Prelúdio à volta, Quando estás a meu lado (c/ Alcina Maria), Quem é? (c/ Oldemar Magalhães), Quero (c/ Alcina Maria), Silêncio triste, Tá faltando coisa (c/ Alcina Maria), Teu nome (c/ Ribamar), Vi.

Discografia

(sem data) Sonhando contigo / Os cabelos de Maria • Repertório • 78; (1959) Imaginemos / Candidato a triste • Polydor • 78; (1959) Quem é? / Encontrei-te afinal • Polydor • 78; (1959) Quem é? / Um chorinho diferente • Polydor • 78; (1959) Quem é? • Polydor • LP; (1960) Vi / Eterno motivo • Polydor • 78; (1961) Osmar Navarro e vocês • Chantecler • LP; (1961) Maestro coração / Amor de carnaval • Chantecler • 78; (1962) Quero / Lenita • Odeon • 78; (1962) Nós dois e o mar / Ao nascer do sol • Odeon • 78; (1962) Alguém sonhou / Manhã de cinzas • Odeon • 78; (1962) Nós e Osmar • Polydor • LP; (1963) Balada da esposa / Eu voltei a te amar • CBS • 78.

Fonte: Dicionário Cravo da Albin da Mpb.