sábado, junho 22, 2013

Edgard Velloso

Edgard Velloso, cantor, atuou no começo da década de 1930 fazendo apresentações em Rádios e gravando discos pela Odeon e Parlophon nos quais registrou composições de Ary Kerner, José Maria de Abreu, Osvaldo Santiago, Abdon Lyra, Eduardo Souto e Gastão Lamounier.

Estreou em disco em 1930 gravando pela Odeon com acompanhamento da Orquestra Guanabara a toada-canção O que tu és para mim, de Ary Kerner V. de Castro, e a valsa Vênus carioca, de Gastão Lamounier e Osvaldo Santiago.

No mesmo ano, gravou com acompanhamento da Orquestra Copacabana a valsa Amor e orgulho e a toada-canção Ciumento, da dupla Abdon Lira e Eustórgio Wanderley, a marcha Brasileira, de Mário Ramos e Salvador J. Morais, e a valsa Teus olhos são!, de Eduardo Souto.

Ainda em 1930, gravou pela Parlophon, com acompanhamento da Orquestra Brasil o samba Sinhazinha, de Ary Kerner V. de Castro, e a valsa Anseios d'alma, de L. C. Vogeler Gomes e J. Fortes.

No ano seguinte, gravou um disco que curiosamente não continha nem a indicação de acompanhamento nem os autores das músicas: Teu sorriso é minha dor e Rio Grande de pé.

Em 1932, gravou a valsa Maria do céu, de José Maria de Abreu e Iapuru, e o tango O que faz teu olhar, de Arnaldo Arantes e O. de Assis.

Em 1934, a revista O Malho escrevia estas linhas sobre o cantor: "Um cantor fidalgo, de voz bellissima e educada, é o que os ouvintes de radio dizem de Edgard Velloso. Está actualmente, na Cajuti de onde é exclusivo. Edgard Velloso tem um publico numeroso e selecto, que o procura atravéz dos microphones, dando-lhe uma preferencia desvanecedora."

Playlist




Discografia


1930 O que tu és para mim/Vênus carioca • Odeon • 78
1930 Amor e orgulho/Ciumento • Odeon • 78
1930 Brasileira/Teus olhos são! • Odeon • 78
1930 Sinhazinha/Anseios d'alma • Parlophon • 78
1931 Teu sorriso é minha dor/Rio Grande de pé • Odeon • 78
1932 Maria do céu/O que faz teu olhar • Odeon • 78

______________________________________________________________
Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB; O Malho, de 05/07/1934.