sábado, dezembro 07, 2013

Ari Barroso - Dicionário Ilustrado

Ari (Evangelista) Barroso, que não é tão evangelista assim como à primeira vista possa parecer, nasceu em Ubá (MG), foi menino lá e rapazola também. Depois embarcou para o Rio de Janeiro e foi tocar piano em cinema mudo (segundo o “show” Mr. Samba).

Dentre as suas atividades mais importantes constam: a locutagem esportiva (Ari é Fluminense doente, mas finge de Flamengo há muitos anos), a música (é o compositor mais popular do Brasil) e a direção de um programa de calouros onde, quem não sabe o nome do autor não canta.

Já foi ao estrangeiro com uma orquestra que ele mesmo formou e regia. Esteve no México, no Uruguai e passou quase seis meses em Buenos Aires. Quando voltou estava chamando janela de “ventana”.

Sua grande paixão é mesmo a música. O samba, principalmente. Já fez com telecoteco, já fez abolerado e já fez de exaltação, sendo que neste setor lançou o célebre “Aquarela do Brasil”, onde o coqueiro dá coco. Chamou o Brasil de “mulato inzoneiro” e, por causa disso, teve uma briga feia com Flávio Cavalcanti o Lacerdinha do Samba, quando este fez ver ao mundo que “mulato inzoneiro” é a mesma coisa que “mestiço intrigante”. Ari ficou uma fera e quando Flávio quis reconciliar, prometendo publicamente ir à casa de Ari em visita de cordialidade, comprou um cachorro policial enorme, para atiçar em cima do visitante.

Assim é Ari Barroso! O maior compositor popular do Brasil!


Fonte: Dicionário Ilustrado — Texto de Stanislaw Ponte Preta — Desenho de Lan — Jornal "Última Hora", de 07/01/1958.