domingo, dezembro 08, 2013

Herivelto Martins - Dicionário Ilustrado

Herivelto Martins é um compositor dos mais irregulares. De repente ele acerta e mete lá um samba de grande classe; mas com a mesma facilidade larga na praça cada bomba de encabular o próprio Getúlio Macedo, que é o Barreto Pinto dos compositores.

Desde que lançou aquele samba da “Praça Onze” que Herivelto sofre o complexo do apito. Quando o “Praça Onze” agradou ele castigou logo em seguida o “Laurindo”, aquele que dizia assim:

— Laurindo, pega o apito... etc., etc.

Laurindo sumiu e o apito ficou com Herivelto. Desde desse tempo ele apita mais que trem Maria Fumaça quando vai chegando em Bonsucesso. Isso é engraçado, porque Herivelto sabe fazer samba. Mas o que é que se vai fazer. Ele quer é apitar e entrar em todas as gravações, para poder — não somente apitar mais — como também gritar: “A União das Escolas de Samba pede Passagem e avisa ao povo que o Carnaval chegoouooooouuuuuuuuu!”. Em seguida um breque do surdo e tome apito.

Outra faceta muito interessante de Herivelto Martins: é doido para botar letra em tudo que é melodia que lhe vem à cabeça. Não quer saber se a melodia é original, se é folclore ou se é do Fernando Cesar — o compositor de sabonete. Ele bota a letra e assina. O resto que se dane. Foi assim agora mesmo, com o tal de “Engole ele paletó”. Foi ele lançar a samba e foi aparecer uma porção de gente pra parceria.

Mas não faz mal. Herivelto é desses que não encabulam. No ano que vem vão derrubar o Teatro Recreio, vão derrubar o morro do Salgueiro e vão tomar outras providências municipais. Dois sambas Herivelto já tem prontos. O primeiro diz assim:

— “A Praça Tiradentes não acaboooooouuuuuu!!!”

E o outro é diferente, pois começa assim:

— “O Salgueiro não morrrreeeeeuuuu!!”

Breque de surdo e tome apito.


Fonte: Dicionário Ilustrado — Texto de Stanislaw Ponte Preta — Desenho de Lan — Jornal "Última Hora", de 29/01/1958.

2 comentários:

Anônimo disse...

Este artigo é uma grande indelicadeza com um dos grandes compositores brasileiros. Dizer que ele foi um oportunista é assinar a própria ignorância pelo desconhecimento do extenso repertório deste grande artista. Parece que Herivelto Martins incomodou alguns por aí!!

Everaldo José dos Santos disse...

O texto é de Stanislaw Ponte Preta (Sérgio Porto), de 29 de janeiro de 1958, que reproduzi aqui. Herivelto Martins, para mim, é um dos maiores compositores de nossa MPB. Abraços, anônimo ...

Postar um comentário