segunda-feira, dezembro 20, 2010

Sofonias Dornellas

Sofonias Dornellas (Sofonias Galvão Dornellas Pessoa), pianista, violinista, professor, regente e compositor, nasceu em Recife, PE, em 3/12/1870, e faleceu na cidade do Rio de Janeiro, RJ, em 13/10/1941.

Iniciou-se na música em Recife, estudando com mestres-de-banda locais. Transferindo-se para o Rio de Janeiro, ingressou na Escola Militar do Realengo.

Prosseguiu seu aprendizado musical no Conservatório Livre de Música do Estado do Rio de Janeiro, fazendo cursos de harmonia, composição e regência com Frederico Malho.

A partir de 1921, tendo passado para a reserva como militar, dedicou-se inteiramente à composição, escrevendo para o teatro musicado e regendo companhias de revistas, entre as quais as de Alda Garrido e Maria Lino.

Violinista amador e bom pianista, ocupou, de 1933 até a morte, o cargo de primeiro secretário da SBAT.

Compôs as operetas Do inferno a Niterói, 1910; A pérola encantada, 1912; Sol de verão, 1915; e Prato do dia, entre outras.

Obra

Minha palhoça, s.d.; Salomé e Gelásio (com Gastão Tojeiro), dueto, s.d.; Torce, Adélia, torce (com O. Reis), samba, 1926; Valsa da meia-noite (com Antônio Tinoco Filho), s.d. 

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e PubliFolha - 2a. Edição - 1998.