sexta-feira, junho 01, 2012

Cacala Carvalho

Cacala Carvalho (Maria Clara Borba de Carvalho), cantora e compositora, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 18/04/1963. Iniciou seus estudos musicais aos 10 anos de idade, tendo sido aluna do violonista Carlos Matos. A partir de 1982, passou a se dedicar ao canto, em especial ao canto coral. Fez os cursos de violão, teoria, harmonia e percepção na escola Rio Música.    

Em 1986, integrou o Caracoro, regido por Fernando Ariani. De 1987 a 1998, participou do Grupo Vocal Maite-Tchu. Atuou em monitoria nos corais da Shell, Coca-cola, Cimento Paraíso e Unigranrio. Faz monitoria para os corais da Petróleo Ipiranga, do Sistema Firjan e do Inmetro, regidos por Eduardo Morelenbaum. Participou como backing vocal em discos de diversos artistas, como Carlinhos Félix, Dora Vergueiro, Macleen, Jussara Silveira, Maíra, Arthur Maia, Márvio Ciribelli e Luciano Bruno. Atuou, ainda, em gravações de jingles e vinhetas para Rádio e TV.

Na televisão, atuou em trilhas sonoras de minisséries, programas, novelas e especiais da Rede Globo, como Engraçadinha, Memorial de Maria Moura, Globo Esporte de Natal (1987), Verde é vida (Roberto Carlos), Casseta e Planeta, Você decide, Anjo mau, Faustão, Bambuluá e Anjo de mim.

Para o cinema, gravou a trilha do filme A casa de açúcar, participou do coro na música-tema do filme Pokémon, foi a solista da versão brasileira da música cantada por Vanessa Williams no filme Elmo e gravou coro na trilha de Grimch (para a Dellart). Em 1997, integrou o coro de quatro vozes da montagem do musical Orfeu da Conceição, de Haroldo Costa, em São Paulo.

Assinou a direção da gravação de voz do CD de Cláudio Lins, lançado pela Velas em agosto de 1999, e de seis faixas do CD da cantora Ju Cassou.

No teatro, atuou como cantora e atriz no musical infantil A arca no Zôo, de Karen Acioly, em 1994. Atuou como a personagem Sarinha e fez a preparação vocal do elenco adulto do musical infantil Festa no Céu, de Karen Acioly, encenado no Centro Cultural da Light.

Em 2000, atuou como Jous Jous Balangandans no musical Café Concerto Coca-cola, musical montado e dirigido por Karen Acioly especialmente para a Solenidade de entrega do Prêmio Coca-cola no Teatro.

Em 2001, passou a integrar o grupo Arranco de Varsóvia.

Em 2002, lançou seu primeiro CD solo, Ela e ele e eu, com suas canções Nana naná, Convicção (c/ Fernando Caneca) e Sem querer (c/ Arthur Maia), entre outras.

Em 2005, formou, com Marianna Leporace e Eliane Tassis, o trio vocal Folia de Três, com o qual lançou, nesse mesmo ano, o CD Pessoa rara - Ivan Lins - 60 anos.

Obra

Convicção (c/ Fernando Caneca), Nana Naná, Sem querer (c/ Arthur Maia).

Discografia

(2002) Ela e ele e eu • Independente • CD
(2005) Pessoa rara - Ivan Lins - 60 anos • Mills Records/Mosaico Digital • CD

Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB.