segunda-feira, julho 08, 2013

O almirante do Samba

O morro é um mastro. Um mastro de navio tripulado por malandros. Almirante é o seu capitão. 


Um capitão que é Almirante e que commanda cantando. Cantando marchas e sambas. “Na Pavuna” foi o seu successo revelador. Depois disto elle fez outras “manobras” com exito. 

Em 1933, “Moreninha da praia” e “Trem blindado”. Este anno “Trem azul”, “Garota da rua”, “O orvalho vem cahindo”, “Menina Oxygenée”, “Você por exemplo”, “Historia do Brasil”, etc.

Almirante é, além disto, um optimo contador de anecdotas — como quasi todos os “lobos do mar”. No palco, o seu successo tambem é indiscutivel. E assim sendo, nada mais justo do que considerar Almirante o Ministro da Marinha da nossa musica popular.

______________________________________________________________________

Texto e desenho, em sua forma original, extraído da revista "O Malho", de 08/02/1934.