terça-feira, novembro 11, 2008

Poema




Poema (bolero, 1962) - Fernando Dias - Interpretação de Renato Guimarães - Declamação de Enzo de Almeida Passos

Poema, é noite escura de amargura
Poema, é a luz que brilha lá no céu
Poema, é ter saudade de alguém
Que a gente quer, e que não vem

Poema, é o cantar de um passarinho
Que vive ao léu, perdeu seu ninho
É a esperança de encontrar
Poema, é a solidão da madrugada
É um ébrio triste na calçada
Querendo a lua namorar

(bisa a 2ª)



Nenhum comentário:

Postar um comentário