terça-feira, dezembro 14, 2010

Casquinha

Casquinha (Otto Henrique Trepte - Rio de Janeiro RJ 1/12/1922), compositor e cantor, criado no subúrbio de Osvaldo Cruz, começou compondo para um bloco carnavalesco local.

Pintor de paredes de profissão, a partir de 1948 passou a integrar a ala de compositores do G.R.E.S. da Portela. Estreou no disco em 1953, quando Avelino da Portela gravou na Musidisc seu samba Vem, amor. Ao lado de Candeia e outros, em 1963 integrou o conjunto Mensageiros do Samba.

Um de seus maiores sucessos, o samba Recado (com Paulinho da Viola), lançado em disco do grupo A Voz do Morro, foi regravado em 1974, desta vez na interpretação dele próprio, no LP História das escolas de samba: Portela, da gravadora Marcus Pereira.

Tocando tamborim e outros instrumentos de raspa e percussão, desde 1971 tem se apresentado em shows, inclusive no Teatro Opinião. Em 1973 formou o conjunto Tio Samba, que estreou na Rádio Roquete Pinto, no programa Quem Samba Fica, continuando a atuar até 1975. 

Nesse mesmo ano foi lançado O partido em cinco, o segundo LP em que, ao lado de Candeia, Joãozinho da Pecadora, Anésio e Velha, interpreta uma série de sambas de partido-alto.

Obra

Interesseira (com Jorge de Oliveira), samba, 1962; Maria Sambamba, 1969; Recado (com Paulinho da Viola), samba, 1965.

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e PubliFolha.