quinta-feira, maio 23, 2013

Sebastião Lopes

Sebastião Lopes (Sebastião Odilon Lopes de Albuquerque), compositor e cantor, nasceu em Goiana, PE, em 01/01/1905, e faleceu em Recife, PE, em 19/12/1974. Destacou-se como compositor de frevos sendo considerado um dos grandes nomes do carnaval pernambucano.

Mudou-se para Recife na década de 1930, quando começou a carreira artística como cantor na Rádio Clube de Pernambuco.

Nesse período, começou também a compor e, como tal, consagraria sucessos como o frevo-canção Tô sentindo uma coisa, gravada em 1954 por Nelson Gonçalves na RCA Victor, Italiana, lançada também pelo mesmo cantor no ano seguinte, e Me dá um cheirinho, esta última, gravada por Jackson do Pandeiro em 1956. Nesse ano, gravou, pela gravadora pernambucana Mocambo o maracatu Cruz do patrão, de sua autoria, e Bumba-meu-boi, parceria com Ascenso Ferreira.

Em 1957, o frevo-canção Vegetariano foi gravado por José Orlando. No mesmo ano a dupla Céu e Mar gravou a marcha Pisei na fogueira, e Nerize Paiva gravou o frevo- canção Operação Macaco, parcerias com Nelson Ferreira.

Em 1958, Claudionor Germano gravou, também pela Mocambo, o frevo- canção Caiu a sopa no mel, parceria com Nelson Ferreira e Aldemar Paiva. Ainda no mesmo ano, o trio Os Três Boêmios gravou o coco Tirador de improviso, também com Nelson Ferreira.

Em 1962, Evaldo França gravou o frevo-canção Mesmo que queijo e a Turma dos frevolentos gravou o frevo-canção O amor vem da sorte e o maracatu Dona santa, enquanto Bianor Batista lançou o frevo-canção Chegou o Biu das moças, parceria com Nelson Ferreira.

Em 1964, Francisco de Assis gravou o frevo-canção Mariana. Seus maiores sucessos foram Operação Macaco, com Nelson Ferreira, Qual é o pó, Caiu a sopa no mel, com Nelson Ferreira, Mesmo que queijo, Olhe o dedinho, Mariana e Quem morre de véspera é peru.

Suas obras foram quase que exclusivamente dedicadas ao carnaval pernambucano, somando frevos-canções, maracatus, marchas, cocos e frevos-de bloco, entre outros ritmos característicos daquela região.

Obras

Bumba meu boi (c/Ascenso Ferreira), Caiu a sopa no mel (c/ Nelson Ferreira), Chegou o Biu das moças (c/ Nelson Ferreira), Cruz do patrão, Dona santa, Italiana, Mariana, Me dá um cheirinho, Mesmo que queijo, O amor vem da sorte, Olhe o dedinho, Operação Macaco (c/ Nelson Ferreira), Pisei na fogueira, Qual é o pó, Quem morre de véspera é peru, Tirador de improviso (c/ Nelson Ferreira), Tô sentindo uma coisa, Vegetariano.

Discografia

(1956) Cruz do patrão/Bumba meu boi • Mocambo • 78

Fontes: Enciclopédia Nordeste; Dicionário Cravo Albin da MPB; Revista do Rádio;

Nenhum comentário:

Postar um comentário