quinta-feira, março 08, 2007

Sá Marina

Wilson Simonal
Já nos tempos de adolescente o pianista Antônio Adolfo tocava no Beco das Garrafas, integrando o conjunto Samba Cinco ou participando de sessões de jazz e de bossa nova. Em 1967, quando liderava o Trio 3-D e tinha quatro elepês gravados, iniciou uma parceria com o letrista Tibério Gaspar, vivendo a dupla nos quatro anos seguintes uma fase de grande sucesso, com participações assíduas em festivais e trilhas sonoras de novelas.

São dessa época composições como “Meia-Volta”, “Juliana”, “Teletema”, “BR-3” e a popularísssima “Sá Marina”: “Descendo a rua da ladeira / só quem viu pode contar / cheirando a flor de laranjeira / Sá Marina, eh! vem pra dançar...”.

Lançada em 1967 pelo conjunto O Grupo, a canção estourou com Wilson Simonal no começo do ano seguinte, permanecendo por dezenove semanas nos primeiros lugares das paradas de sucesso. Uma toada-moderna, segundo o próprio Adolfo, “Sá Marina” é produto de uma tendência muito em moda na época, que procurava juntar influências harmônicas da bossa nova a estruturas tradicionais da música brasileira, no caso a toada.

Pode ser incluída naquela vertente de “Andança” e “Viola Enluarada”, canções filiadas, como foi dito, ao estilo Milton Nascimento, apresentando, porém, “Sá Marina” características mais dançantes, com seu ritmo bem marcado e ligeiramente aproximado do iê-iê-iê (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Sá Marina (1968) - Antônio Adolfo e Tibério Gaspar - Intérprete: Wilson Simonal

LP Alegria, Alegria Vol. 2 ou Quem Não Tem Swing Morre Com A Boca Cheia De Formiga / Título da música: Sá Marina / Antônio Adolfo (Compositor) / Tibério Gaspar (Compositor) / Wilson Simonal (Intérprete) / Gravadora: Odeon / Ano: 1968 / Nº Álbum: MOFB 3547 / Lado A / Faixa 1 / Gênero musical: MPB.

tom: C

C7+            C#°          Dm7
Descendo a rua da ladeira
G                C7+  Am7   
Só quem viu, que pode contar
  Dm7
Cheirando a flor de laranjeira
  G                 C7+    
Sá Marina vem pra cantar
    C#°          Dm7
De saia branca costumeira
G                   C7+  Am7   
Gira o sol, que parou pra olhar
  Dm7
Com seu jeitinho tão faceiro
 G               C    Gb7(b5)
Fez o povo inteiro cantar
F7+               G
Roda pela vida afora
C7+            Am7
E põe pra fora essa alegria
Dm7                    G             Bb   C
Dança que amanhece o dia pra se dançar
F7+                     G
Gira, que essa gente aflita
    C7+            Am
Se agita e segue no seu passo
Dm7                   G          Ab7(b5) Ab7+(b5) G4 C7+
Mostra toda essa poesia no olhar
  C#°          Dm7
Deixando versos na partida
 G               C7+  Am7   
E só cantigas pra se cantar
  Dm7
Naquela tarde de domingo
 G               C7+
Fez o povo inteiro cantar
Am7    Dm7      G        C7+
E fez o povo inteiro cantar
Am7    Dm7     G        Ab7(b5)  Ab7+(b5)  G4   C7+
E fez o povo inteiro cantar.