quinta-feira, março 08, 2007

Vesti azul

O diretor do selo Equipe, Osvaldo Cadaxo, pediu ao compositor Nonato Buzar, autor do sucesso “O Carango”, uma música para a cantora Adriana, de quatorze anos, filha de um amigo seu. Mal terminara o encontro e Nonato já começava a cantarolar letra e melodia da nova canção, logo informando a um incrédulo Cadaxo que a música estava pronta.

Assim nasceu “Anjo Azul” — título que é uma homenagem ao legendário filme de Marlene Dietrich — em que o autor completava as pausas com passagens instrumentais, as quais, embora sem letra, faziam parte da composição, uma toada, dançante, urbana: “Estava na tristeza que dava dó / vivia vagamente, andava só / mas eis que de repente apareceu / um brotinho lindo que me convenceu / dizendo que devia vestir azul / (...) / vesti azul / pã pã paã pã paã / minha sorte então mudou...”

Dias depois, enquanto Ed Lincoln preparava o arranjo para Adriana, Nonato mostrou em São Paulo a música a Wilson Simonal que gostou e pediu para que ele a gravasse numa fita cassete. Daí surgiriam, quase ao mesmo tempo, as duas gravações com títulos diferentes, a de Adriana (na Equipe) como “Anjo Azul” e, para surpresa do autor, a de Simonal (na Odeon) como “Vesti Azul”.

Campeãs de vendagem, ambas adotavam o estilo “pilantragem”, já mencionado, tendo prevalecido o título “Vesti Azul”, em razão principalmente do sucesso de Simonal, que na ocasião comandava o programa “Show em Si Monal”, na TV Record. “Vesti Azul” seria gravada, em versão de Paul Anka e Sammy Cahn, no exterior com o nome de “Something Else”. Parceiro de Chico Anísio e Carlos Imperial, Nonato Buzar emplacou sucessos como os temas das telenovelas “Irmãos Coragem” (1970/71) e “Verão Vermelho” (1971/72), tendo atuado quatro anos na França com o seu grupo País Tropical (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Vesti Azul (1968) - Nonato Buzar - Intérprete: Wilson Simonal

LP Alegria, Alegria!!! / Título da música: Vesti Azul / Nonato Buzar (Compositor) / Wilson Simonal (Intérprete) / Gravadora: Odeon / Ano: 1967 / Nº Álbum: MOFB 3508 / Lado A / Faixa 3 / Gênero musical: Canção / Pilantragem / MPB.

Tom: A
Introdução: A  G  F  F/E  E

              G             A/G
Estava na tristeza que dava dó
         G              A/G
E via vagamente e andava só
                G             A
Mas eis que de repente me apareceu
           F#m7                E7
Um brotinho lindo que me convenceu

                 G            A/G
Dizendo que eu devia vestir azul
                 G                  A/G
Que azul é cor do céu e seu olhar também
             G              A
Então o seu pedido me incentivou
      Bm  E
Vesti azul
                 C#m  F#
Minha sorte então mudou
      Bm   E
Vesti azul
                    A  G  F  F/E  E
Minha sorte então mudou

               G            A/G
Passei a ser olhado com atenção
           G            A/G
E fui agradecer pela opinião
                   G               A/G
Então senti que eu protestava toda mudada
       F#m                  E7
Parecia até que estava apaixonada

                G               A/G
Então eu fiz charminho e até sentei
             G              A/G
Só vim aqui saber como eu fiquei
                 G              A
E aquele olhar do broto me confirmou
      Bm   E
Vesti azul
       C#m   F#
Minha sorte então mudou
      Bm    E
Vesti azul
                   A  G  F  F/E  E
Minha sorte então mudou