terça-feira, agosto 14, 2007

Juventude transviada

Iniciada em novembro de 75, a telenovela “Pecado Capital” prolongou-se até julho de 76, tendo composições de sua trilha sonora, como “Juventude Transviada”, liderado no período as paradas de sucesso.

Com uma linha melódica que lembra levemente o velho clássico “Casa de Caboclo”, esta é uma canção bem típica de Luiz Melodia, intuitiva, livre, sem qualquer preocupação com a lógica em seus versos enigmáticos (“Lava a roupa todo dia, que agonia / na quebrada da soleira que chovia / até sonhar de madrugada / uma moça sem mancada / uma mulher não pode vacilar / eu entendo a juventude transviada...”) que ele não gosta de explicar.

“As pessoas têm que estar abertas para entender os toques. Não é assim, eu pisei numa pedra e aí nasceu essa frase. É um toque ingênuo, uma coisa poética, das vivências que observei”, declarou Luiz em 18.4.76 ao crítico Tárik de Souza, do Jornal do Brasil. “Juventude Transviada” foi feita para a sua primeira mulher, que lhe deu um filho, Mahal, e, como na maioria de suas canções, teve letra e música compostas ao mesmo tempo. Melodia gravou-a, com sua voz personalíssima, em seu segundo elepê, Maravilhas contemporâneas (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Juventude Transviada (1976) - Luiz Melodia - Intérprete: Luiz Melodia

LP Maravilhas Contemporâneas / Título da música: Juventude Transviada / Luiz Melodia (Compositor) / Luiz Melodia (Intérprete) / Gravadora: Som Livre / Ano: 1976 / Nº Álbum: 403.6085 / Lado A / Faixa 4 / Gênero musical: Samba.


Tom: E

E9b    Fº        A7        D#7/9
Lava roupa todo dia, que agonia
D7/9             G7M          G7
Na quebrada da soleira, que chovia
C7M   Cm7         Bm7         A#m7     Am7
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
D7/9           G7M   D7/9
Uma mulher não deve vacilar

E9b    Fº         A7         D#7/9
Eu entendo a juventude transviada
D7/9           G7M           G7
E o auxílio luxuoso de um pandeiro
C7M    Cm7       Bm7         A#m7       Am7
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
D7/9             G7M   D7/9
Uma mulher não deve vacilar

E9b   Fº       A7          D#7/9
Cada cara representa uma mentira
D7/9                G7M          G7
Nascimento, vida e morte, quem diria
C7M    Cm7        Bm7        A#m7       Am7
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
D7/9             G7M    G7
Uma mulher não deve vacilar

C7M          Bm7      A7                 D7/9    C#7/9
Hoje pode transformar e o que diria a juventude
C7M      Bm7        A7                D7/9
Um dia você vai chorar, vejo clara as fantasias