quarta-feira, fevereiro 02, 2011

Toninho Horta

Toninho Horta
Toninho Horta (Antônio Maurício Horta de Melo), instrumentista e cantor, nasceu em Belo Horizonte, MG, em 2/12/1948. Sua primeira gravação foi no disco Clube da Esquina, tocando guitarra na faixa Trem azul.

Em 1970, fez parte como músico do espetáculo Tom & Elis, no Teatro Nacional, no Rio de Janeiro. Em 1973, gravou o disco Beto Guedes, Danilo Caymmi, Novelli e Toninho Horta, pela EMI. Nas décadas de 1970 e 1980, participou dos discos de Milton Nascimento, Maria Bethânia, Dori Caymmi, Nana Caymmi, Gal Costa, Joyce, Edu Lobo, entre outros.


Lançou seu primeiro LP solo em 1980, Terra dos pássaros (gravação independente), em 1995 lançado nos EUA pela WEA. Ainda em 1980, lançou pela EMI o LP Toninho Horta, lançado nos EUA. em 1990, pela Capitol Records.

Em 1981 apresentou- se no show Toninho Horta e Orquestra Fantasma, no Teatro Nacional de Brasília DF. Quatro anos depois, apresentou-se no II Free Jazz Festival ao lado de Toots Thielemans e Bob MacFerrin.

Em 1988, após oito anos sem gravar, lançou nos EUA o disco Diamond Land, e, no ano seguinte, Moonstone, ambos pela Polygram/Verve. Já radicado em New York, EUA, lançou em 1992, também pela Polygram/Verve, o disco Once I Loved. Ainda em 1992, apresentou-se em Londres, Inglaterra, no Royal Festival Hall, acompanhando Marisa Monte.

No ano seguinte, acompanhou Caetano Veloso no Festival Viva Brasil 93, no Palais de Beaux Arts, em Bruxelas, Bélgica; e participou do I Heineken in Concert, ao lado de Gary Peacock e Silly Higgins, no Rio de Janeiro.

Ainda em 1993, lançou o disco Durango Kid — Part I (Big World Music), e, no ano seguinte, os discos Live in Moscow (B&W Records), na Inglaterra, e Toninho Horta e Carlos Fernando (Dubas-WEA), no Brasil. Também em 1994, ao lado de Phillip Catherine, participou do Xl Martinique Carrefour Mondial de la Guitarre, organizado pelo violonista cubano Leo Brower.

Em 1995 lançou o disco Durango Kid—Part II (Big World Music), além de dois CDs no Japão: Foot on the Road (Polygram) e Toninho Horta e Joyce — Sem você (Shinsei Do). Nessa mesma época, apresentou-se no Japão e foi convidado para participar de um CD em auxílio às vítimas do terremoto em Kobe, ao lado de Herbie Hancock, Keith Jarret, Pat Metheny e Ryuchi Sakamoto.

Em dezembro de 1995, excursionou pelas principais capitais do Brasil. Outros CDs gravados: Diamond Land, Moonstone, Serenade, Flávio Venturini e Toninho Horta, 1997, Dubas, este referente ao show de 1989 apresentado no Circo Voador, com participação de Guilherme Arantes.

Obra

Afternoon in Thailand (c/E. Ki Ribas), 1995; Akiko’s Song, 1995; Beijo partido, 1980; Bons amigos (c/Ronaldo Bastos), 1980; Canário azul, 1973; Diana (c/Fernando Brant), 1980; Foot on the Road, 1995; Manuel o audaz (c/Fernando Brant), 1973; Mocidade, 1994; Nenel (c/Michael Colina), 1995; Party in Olinda, 1995; Tecno burguer (After rain), 1995; Viver de amor (c/Ronaldo Bastos), 1980.

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha - 2a. Edição - 1998.