quinta-feira, dezembro 16, 2010

Erlon Chaves

Erlon Chaves
Erlon Chaves (Erlon Vieira Chaves), regente, arranjador e compositor, nasceu em São Paulo, SP, em 9/12/1933, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 14/11/1974. Desde cedo interessou-se por música, tendo feito uma apresentação ainda menino no programa infantil Clube do Papai Noel, da Rádio Difusora, de São Paulo, cantando Rosa (Pixinguinha). 

Aos sete anos começou a estudar no Conservatório Musical Carlos Gomes, ao mesmo tempo que cantava regularmente na Rádio Difusora, formando-se em piano dez anos mais tarde, época em que também cursou canto com Tercina Saracceni. Passou a tocar em dancings, onde adquiriu experiência jazzística junto a músicos que ali atuavam. 

Em 1953 começou a estudar harmonia, instrumentação e regência com os maestros Luis Arruda Pais, Renato de Oliveira e Rafael Pugliesi. Atuou ainda em televisão, tendo composto uma Sinfonia cujo tema foi durante vários anos prefixo da extinta TV Excelsior, de São Paulo. 

Em 1965 transferiu-se para o Rio de Janeiro, atuando na TV Tupi e, a seguir, na TV-Rio, onde foi diretor musical, tendo participado da criação e realização do I FIC, dessa televisão, em 1966, compondo, inclusive, seu prefixo. 

Durante o V FIC, da TV Globo, em 1970, comandou um coro de 40 vozes, que acabou constituindo-se na Banda Veneno. Criada inicialmente só para acompanhar a música de Jorge Ben (Ben Jor), Eu também quero mocotó, a banda ligou- se depois definitivamente a seu próprio trabalho. 

Foi arranjador de vários cantores, entre os quais Elis Regina, a quem acompanhou a Paris, França, quando de sua apresentação no teatro Olympia, em 1968. 


Em 1973, na Philips, gravou o LP As dez canções medalha de ouro, destacando-se Casa no campo (Zé RodrixTavito) e Amada amante (Roberto Carlos e Erasmo Carlos). 

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e PibliFolha - 2a. Edição - 1998.