terça-feira, dezembro 21, 2010

Mauro Duarte

Mauro Duarte
Mauro Duarte (Mauro Duarte de Oliveira), compositor, nasceu em Matias Barbosa, MG, em 2/6/1930, e faleceu na cidade do Rio de Janeiro, RJ, em 26/8/1989. Aos seis anos, veio com a família para o bairro de Botafogo, Rio de Janeiro, logo começando a participar como compositor e ritmista dos blocos camavalescos. 

Em 1960 teve sua primeira música gravada: Palavra, por Miltinho. Em 1967 passou a integrar o conjunto Os Cinco Crioulos, substituindo Paulinho da Viola, ao lado de Elton Medeiros, Nelson Sargento, Anescar do Salgueiro e Jair do Cavaquinho. 

O conjunto participou do show Mudando de conversa, com Ciro Monteiro, Clementina de Jesus e Nora Ney, gravou 3 LPs pela EMI nos anos de 1967 (Samba... no duro), 1968 (Samba... no duro, vol. 2) e 1969 (Os Cinco Crioulos), e se apresentou em várias cidades do Brasil. 

Em 1970 conheceu Clara Nunes, que gravou naquele ano Tributo aos orixás (com Ruben Tavares) e posteriormente se tornaria uma de suas principais intérpretes. Outros que gravaram músicas suas foram Roberto Ribeiro, Alcione, MPB-4 , Elizeth Cardoso e Quarteto em Cy

Em 1973 foi levado para o G.R.E.S. da Portela por Noca da Portela e passou a fazer parte da ala de compositores da escola de samba. 

Em 1985 gravou um LP independente (selo Coomusa) com Cristina, intitulado Cristina e Mauro Duarte.

Entre seus parceiros de composição destacam-se Paulo César Pinheiro, Paulinho da Viola, Elton Medeiros, Maurício Tapajós, Noca da Portela, João Nogueira e Carlinhos Vergueiro

Em 1994 foi lançado o CD Homenagem a Mauro Duarte, reunindo gravações do próprio compositor e de outros cantores interpretando suas músicas.

Obra

A.M.O.R. Amor (c/Walter Alfaiate), 1981; Brasil mestiço, santuário da fé, 1980; Coroa de areia (c/Paulo César Pinheiro), 1981; Foi demais (c/Paulinho da Viola), 1979; Jogo de Angola (c/Paulo César Pinheiro), 1978; Menino Deus (c/Paulo César Pinheiro), 1974; Perdão (c/Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro), 1977; Portela na avenida (c/Paulo César Pinheiro), 1981. 

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha - 2a. Edição - 1998 .