domingo, janeiro 16, 2011

Lady Zu


Lady Zu (Zuleide Santos da Silva), cantora, nasceu em São Paulo, SP, em 7/5/1958. Uma das representantes da moderna música negra brasileira, especialmente a disco-music, foi apelidada pelo apresentador de TV Chacrinha de “a Donna Summer brasileira”.

Cantou pela primeira vez no programa infantil O Dois é Nosso, da TV Cultura, aos oito anos de idade; foi também escriturária e locutora do Mercado Municipal.

Gravou três LPs na Philips: A noite vai chegar (1 978), Hora de união (1979) e Fêmea brasileira (1980).

Seus grandes sucessos incluem A noite vai chegar (Paulinho Camargo), Hora de união (Samba-soul), Eu prefiro dançar (ambas de Totó Mugabi), Só você (Bah, de Paul Greedus, versão de Cleide Dalto).

Após o fim do sucesso da disco-music, continuou com apresentações em shows e gravações ocasionais, destacando-se o LP Alma negra (Line Records, 1988), ao lado de Tony Tornado, Luis Wagner e outros artistas negros — que concorreu ao Prêmio Sharp; e o LP Louco amor (Continental, 1989).

Em 1997 participou do disco Pouco pra mim, de Carlos Nava, interpretando Me leve, de Djavan.

Em 2001, sua faixa A noite vai chegar foi incluída por  Ed Mota e Nélson Mota na trilha sonora do filme A Partilha e lançada em CD. Neste mesmo ano a gravadora Universal Music remasterizou e lançou em CD A noite vai chegar (1978) e Fêmea brasileira (1979).

No ano de 2002 lançou o disco Number one, pela gravadora Abril Music, no qual interpretou a música Você é tudo o que eu quero para mim, faixa de trabalho em várias emisoras do país e ainda Assim não dá (Hannah Lima); Procura (Lílian Vasleka); Felicidade urgente (Cláudio Zoli e Ronaldo Santos); Só uma (Kiko Zambianchi), regravou A noite vai chegar, Junto a mim e A hora da união e de sua autoria Eu vou te procurar

Fontes: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha - 2a. Edição - 1998; Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira.